Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

"Buzinas no ouvido" podem ter atrapalhado Bruno César, opina Mano

Técnico analisou a situação do jovem meia do Corinthians e apostou que ele ainda vai se recuperar

Gazeta |

Quando deixou o Corinthians para dirigir a seleção brasileira, Mano Menezes via em Bruno César um de seus melhores atletas. Após a saída do comandante, o meio-campista continuou se destacando, primeiro com Adilson Batista, depois com Tite. O início de 2011, porém, foi bem diferente. Para o ex-comandante do Corinthians, a má fase do jogador pode ter explicação.

"Bruno César teve um último ano excepcional. Foi bem no Noroeste, no Santo André e depois no Corinthians. Provavelmente aconteceram algumas coisas. Às vezes o problema é posicionamento tático, às vezes a cabeça atrapalha. Aqueles que ficam buzinando no ouvido, dizendo que o jogador está na posição errada, isso e aquilo, prejudicam. Mas vai recuperar", opinou Mano, em entrevista à TV Cultura.

Depois de começar a temporada como titular, Bruno César perdeu muito espaço. No domingo, contra o Santos, ele entrou no segundo tempo após ficar afastado desde o dia 26 de janeiro, data do jogo de ida pela pré-Libertadores, diante do colombiano Tolima. Dores musculares e má fase técnica foram as justificativas oficiais para a "geladeira".

Mano também falou sobre o vexame do Timão na competição continental e acredita que o clube pode ter sucumbido ao considerar o jogo fácil. "Não tem isso de facilidade", lembrou.

"É muito dificil e de uma certa irresponsabilidade você falar quando não faz parte do trabalho. E muito mais quando você fez até pouco tempo. Não sou daqueles que diz: 'se eu tivesse ficado, ganharia'. Não se sabe. O Corinthians também deixou escapar uma Libertadores quando eu estava, contra o Flamengo, em 2010", acrescentou.

 

Leia tudo sobre: Mano MenezesBruno CésarCorinthianstite

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG