Capitão Bolívar perdeu a posição. Clube gaúcho fala inclusive em afastamento temporário do zagueiro

O zagueiro Bolívar é o segundo super experiente a perder a vaga no time do Internacional . Quando contratou Dorival Júnior, o presidente Giovanni Luigi viu no técnico o respaldo necessário para promover um dos desejos dentro clube: renovar o time do Internacional .

Entre para a Torcida Virtual do Inter e convide seus amigos

Grêmio tem a maior torcida do Twitter. Amplie a do Inter

O conceito interno é que alguns jogadores de muito serviço prestado ao clube estariam barrando o crescimento de jovens promessas. Nada contra os “experientes”, mas se fazia a necessidade de que o pontapé inicial fosse dado: colocando no banco de reservas um jogador multicampeão, sempre algo traumático.

Defesa vinha sofrendo alta média de gols

Os primeiros passos foram dados logo no início de trabalho de Dorival. O volante Tinga foi retirado do time, cedendo espaço para o garoto Élton. A saída do zagueiro Bolívar é o segundo espaço, embora o clube tenha deixado transparecer que o pedido de ceder o lugar no time foi feito pelo jogador , por conta das críticas que vinha recebendo.

Bolívar não ficará nem no banco de reservas na partida desta quarta-feira, 16h, contra o América-MG , no Beira-Rio. De casa, verá a dupla formada por Rodrigo Moledo e Juan.

No discurso, o capitão do time segue prestigiado. A promessa é de que ele deve voltar ao time.

“Peço aos torcedores que não façam com que o Bolívar saia daqui, estaremos perdendo um grande profissional. Temos que ter esse cuidado. Nós rotulamos com muita facilidade”, disse o técnico Dorival Júnior.

Porém, caso Rodrigo Moledo e Juan se entrosem, eles dificilmente perderão espaço. Índio, o outro experiente da zaga, está suspenso para as próximas duas partidas do Brasileirão.

null

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.