Jogo será disputado em Campinas. Mancini tem problemas no time paulista e Renato Gaúcho não terá Gabriel

Líder do returno e candidato a uma vaga na Libertadores, o Grêmio enfrentará neste domingo um adversário que vive situação completamente oposta. O Guarani é a pior equipe da segunda metade do Campeonato Brasileiro e está na zona de rebaixamento. Se o time gaúcho pode, com vitória, garantir seu lugar definitivo no G-4, a equipe de Campinas, caso perca, estará matematicamente rebaixada.

A situação fica ainda mais díspar quando se olha para dentro de campo: completo, o Grêmio visitará um Guarani esfacelado por desfalques. O atacante Geovane está suspenso. Além dele, o técnico Vagner Mancini não contará com o atacante Ricardo Xavier e o zagueiro Fabão. Se contarem com alguma dose de sorte, ambos estarão na última rodada, diante do Fluminense. Já o volante Renan e o goleiro Douglas não jogam mais em 2010. O meia Preto, com lesão muscular, virou problema de última hora.

Mancini quebra a cabeça para encontrar substitutos. Para a vaga de Geovane, há três opções: Rômulo, Reinaldo e Pablo, este um menino de 17 anos, mas que tem ido bem nos treinos. Para o lugar de Preto, Paulinho deve ser o substituto. Emerson segue no gol enquanto Douglas não se recupera, e Aislan ocupará a vaga do experiente Fabão na defesa.

Diante de tantos problemas, Vagner Mancini admitiu os equívocos cometidos no planejamento do Guarani para o Campeonato Brasileiro: "faltou um elenco maior para o Guarani. Antes da Copa do Mundo, tínhamos uma equipe bem situada na tabela e achamos que não havia necessidade de contratar", reconheceu o treinador, após a derrota para o Flamengo, no último sábado.

O meia Baiano ainda acredita na permanência do Bugre na Série A. "Vou acreditar até o fim. Já vi muita coisa no futebol. Temos que fazer a nossa parte". O zagueiro Aílson foi outro que lembrou o passado glorioso do Guarani, campeão brasileiro em 1978, para invocar o espírito de luta necessário para as partidas finais.

O Grêmio, por sua vez, vive realidade totalmente diferente daquela da partida do turno entre os dois times. Na época, dia 1º de setembro, o Tricolor precisava vencer para sair da zona de rebaixamento, enquanto o Guarani habitava posição entre os classificados à Sul-Americana. Deu Grêmio, 1 a 0, gol de Jonas. A equipe de Renato Gaúcho nunca mais ficou entre os quatro últimos, iniciando, ali, sua arrancada espetacular no Brasileirão.

Julgado pelo STJD nesta sexta por sua expulsão na partida contra o Santos, o artilheiro do Brasileirão pegou um jogo de suspensão, já cumprido automaticamente na rodada passada, contra o Atlético-PR. Assim, poderá atuar contra o clube que o formou. Douglas, absolvido na terça-feira pelo tribunal, também jogará normalmente, bem como os demais titulares. Gabriel, recuperado de lesão, volta ao time após dois jogos fora.

O lateral esquerdo Fábio Santos reconhece o favoritismo do Grêmio para a partida, mas prega respeito: "A gente carrega o favoritismo, não tem jeito. Precisamos dessa vitória. Tenho amigos lá que me falaram que vão jogar tudo nessa partida para escapar do rebaixamento. Temos que respeitar e buscar nossos objetivos", argumentou. O volante Adilson é outro que espera dificuldades no Brinco de Ouro, onde o Tricolor não vence desde 1998: "o fato de eles estarem brigando para não cair não muda nada. A gente espera dificuldades de qualquer maneira".

O Grêmio pode garantir seu lugar no G-4 nesta rodada. Quarto colocado, com 57 pontos, o time gaúcho precisa vencer o Guarani e torcer por empate do Botafogo contra o Prudente e derrota do Atlético-PR para o Ceará para ficar na dependência apenas do título do Independiente na Copa Sul-americana contra o Goiás.

Já o Guarani, com derrota, estará rebaixado. Antepenúltimo, com 37 pontos, o Bugre precisa ganhar do Grêmio para chegar aos 40, vencer também o líder Fluminense no Rio e torcer por resultados paralelos. A situação é tão dramática que até mesmo um empate neste domingo pode rebaixá-lo: basta que Avaí e Atlético-GO simplesmente empatem seus jogos também, contra Santos e São Paulo. A vitória, embora fundamental, não tirará o time do Z-4 ao final desta rodada.

FICHA TÉCNICA
GUARANI X GRÊMIO


Local : Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP)
Data: 28 de novembro de 2010, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Nielson Nogueira Dias (PE)
Auxiliares: Jossemmar José Diniz Moutinho (PE) e José Pedro Wanderlei da Silva (PE)

GUARANI: Emerson; Apodi, Aílson, Aislan e Márcio Careca; Maycon, Paulinho (Preto), Baiano e Barboza; Mazola e Reinaldo (Pablo).
Técnico: Vagner Mancini

GRÊMIO : Victor; Gabriel, Paulão, Neuton e Fábio Santos; Fábio Rochemback, Adilson, Lúcio e Douglas; Jonas e André Lima.
Técnico: Renato Gaúcho

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.