Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Bueno admite que contratou seguranças, mas espera conquistar torcida

Vaiado no primeiro jogo do Palmeiras na temporada, atacante foi dos melhores contra a Portuguesa

iG São Paulo |

A fase do atacante Ricardo Bueno não andava boa. Com atuações ruins desde 2011, o atacante vinha sendo contestado e vaiado pela torcida do Palmeiras . No entanto, ele foi um dos melhores em campo no empate da equipe alviverde com a Portuguesa , na noite da última quarta-feira. Bueno admitiu que teve até que contratar seguranças para encarar com maior tranquilidade a ira dos torcedores no ano passado, mas espera que a partida contra a Lusa tenha sido um divisor de águas.

VEJA TAMBÉM: Bueno perde gol feito, mas se redime e salva Palmeiras contra a Lusa

"Andei com seguranças, sim. Depois do caso do João Vítor (volante que se envolveu em briga com torcedores ), ouvi boatos em relação a mim, ao meu empresário, e aí passamos a tomar alguns cuidados. A gente fica à mercê, não tem como evitar", disse o camisa 9. "O gol que marquei foi muito imporatante pelo resultado, mas também para mim. O torcedor quer ver gol. Com outras atuações assim, buscando o jogo e finalizando, espero trazer o torcedor comigo", completou. Ele tem três tentos em 19 jogos pelo Palmeiras.

E AINDA: Daniel Carvalho pede vitórias para "esquecerem seu peso"

Feliz por ter voltado a marcar, o atacante fez até um paralelo de seu momento atual com o que viveu em 2010, quando foi artilheiro do Paulistão pelo Oeste de Itápolis: "O Ricardo Bueno de 2010 começou o ano igual. Não fez boa partida no primeiro jogo, mas depois fez um bom segundo jogo, marcando gols, assim como hoje (quarta). Atacante não desaprende. Com uma sequência, com o time crescendo, acredito que tenho possibilidade de repetir o que eu fiz em 2010", afirmou.

Futura Press
Bueno disputa bola: atacante tentou de bicicleta, perdeu chance incrível e marcou gol de artilheiro

BASTIDORES: Tirone diz que é mais fácil ele mesmo sair do Palmeiras do que Frizzo

Bueno, aliás, viveu fortes emoções na partida contra a Portuguesa. No primeiro tempo, ele quase marcou um golaço de bicicleta. Depois, na etapa final, perdeu chance incrível em cima da linha antes de anotar o gol de empate do Palmeiras, completando ótima jogada de Maikon Leite . "Vi que não ia chegar de cabeça e tiver que improvisar. Infelizmente, não entrou", comentou o atacante sobre a bicicleta. "Tive outras oportunidades, mas a sorte não colaborou. Mas as coisas só tendem a melhorar", disse.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG