mudança de mentalidade no Palmeiras - Futebol - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Bruno cobra mudança de mentalidade no Palmeiras

A cada ano a gente sabe que a pressão e as cobranças aumentam, mas o Palmeiras tem condições de voltar ao topo, disse o prata-da-casa

Agência Estado |

Capitão do Palmeiras pela primeira vez no jogo contra o Cruzeiro, no último domingo, em Sete Lagoas-MG, o goleiro Bruno foi um dos principais destaques do time na derrota de 2 a 1 para o rival mineiro. Ao fazer pelo menos duas grandes defesas, ele mostrou que tem competência para seguir servindo o clube, que já conta com Marcos e Deola como principais nomes para o gol atualmente.

Em entrevista ao site oficial do Palmeiras, Bruno aproveitou o fato de ter fechado bem esta temporada para cobrir uma nova postura dos jogadores do clube para a temporada de 2010. "Acho que precisa mudar a mentalidade, ter uma mentalidade mais vencedora. Se ficarem os mesmos jogadores ou vierem reforços, tem que jogar com gosto de ser campeão. Temos o Paulistão e a Copa do Brasil no começo do ano e vamos brigar pelas duas. A cada ano a gente sabe que a pressão e as cobranças aumentam, mas se mudar a mentalidade, o Palmeiras tem totais condições de voltar ao topo do ranking nacional e até internacional", afirmou o jogador.

Bruno, porém, admitiu que ainda não sabe se irá seguir no Palmeiras no próximo ano. "Para mim foi um ano proveitoso, consegui atuar bem nessas últimas partidas do Campeonato Brasileiro, marquei presença e provei que tenho condições de ser goleiro do Palmeiras. Se tiver de ficar em 2011 eu vou ficar, é algo que eu sempre quis e não estou há 14 anos no Palmeiras por acaso. Agora, se tiver de ser negociado e o Palmeiras não me quiser mais, vou procurar alguma outra coisa. No momento, ainda não dá para falar o que vai acontecer", revelou.

O goleiro ainda comentou a experiência inédita de ter sido capitão do Palmeiras diante do Cruzeiro. "Foi fantástico, fiquei emocionado. Só grandes jogadores que marcaram nome no Palmeiras usaram a faixa de capitão, exemplos de Marcos, César Sampaio, Edmundo, agora o Kléber (atacante). Comigo não foi diferente essa emoção, um motivo de muito orgulho. Espero poder ter mais chances futuramente", disse.

Leia tudo sobre: palmeiras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG