Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Brasiliense bate o Guaratinguetá e ganha força na briga contra a degola

Com o resultado, os comandados de Andrade completam a segunda vitória consecutiva na competição e ganham fôlego na briga contra o rebaixamento

Gazeta Esportiva |

Após anunciar a mudança para Americana, o Guaratinguetá não tem tirado proveito dos jogos no estádio Dario Rodrigues Leite. Nesta terça-feira, sob olhares de apenas 305 torcedores - muitos deles torcendo contra e aplaudindo o adversário - a equipe paulista foi derrotada pelo Brasiliense: 1 a 0, gol de Djavan.

Com o resultado, os comandados de Andrade completam a segunda vitória consecutiva na competição e ganham fôlego na briga contra o rebaixamento, já que subiram para a 17ª colocação, com 37 pontos, apenas um de desvantagem em relação ao Náutico, que está em 16º. Com 43 pontos, o Guaratinguetá ainda tem remotas possibilidades de cair.

Na próxima rodada, o Jacaré continuará brigando contra as últimas colocações jogando em casa contra o Bahia, que ocupa a vice-liderança da competição. Já o Guaratinguetá jogará em Sete Lagoas, contra o América-MG, quarto colocado.


O jogo
No fraco primeiro tempo do interior paulista, as melhores oportunidades surgiram através de cobranças de falta. Logo aos três minutos, Régis cruzou na área do Brasiliense e a bola assustou o goleiro Eduardo sem ser desviada. Aos 28, foi a vez do time visitante assustar, mas Jaílson fez boa defesa no chute colocado de Santiago.

No intervalo, os dois treinadores mudaram. No Jacaré, Danilo Portugal entrou no lugar de Felício, enquanto Crivellaro entrou na vaga de Célio no time da casa, que começou o segundo tempo partindo ao ataque e buscando o primeiro gol, sem sucesso.

Aos poucos, os visitantes equilibraram o jogo e passaram também a chegar à frente. Quando o insistente 0 a 0 parecia ser o resultado definitivo, Djavan aproveitou desvio de Santiago após arremesso lateral e empurrou para as redes, aos 26 minutos.

Em desvantagem, o técnico Edinho apostou na entrada de Serginho na vaga de Danilo Santos no Guará. A Garça insistiu, mas não conseguia trocar passes no campo defensivo do Brasiliense, que esteve mais perto de ampliar do que de sofrer o empate.

Aos 41, na última cartada da equipe tricolor, Vagner Carioca entrou no lugar de Guaru. Já o Brasiliense trocou Djavan, herói da noite, por Deda, aos 43 minutos. Experiente, o atacante Aloísio Chulapa protagonizou uma cena curiosa: o ex-corintiano Acosta estava pronto para entrar, mas o centroavante pediu que ele esperasse mais alguns minutos antes que a alteração fosse processada.

Tempo suficiente para que o ex-são-paulino arriscasse um chute de longa distância, pouco à frente do meio-campo, e desabasse no gramado pedindo atendimento médico para ganhar tempo e, aí sim, ser substituído.

FICHA TÉCNICA
GUARATINGUETÁ 0 x 1 BRASILIENSE

Local:
Estádio Dario Leite, em Guaratinguetá (SP)
Data: 2 de novembro de 2010, terça-feira
Horário: 21h50 (horário de Brasília)
Árbitro: Gutemberg de Paula Fonseca (RJ)
Assistentes: Jackson Massarra dos Santos e Francisco Pereira de Souza (ambos do RJ)
Renda: R$ 3.850,00
Público: 305 pagantes
Cartões Amarelos: Jaílson, Régis, Célio e Marielson (Guaratinguetá); Ruy e Luciano Totó (Brasiliense)

Gols: Djavan, aos 26 minutos do segundo tempo.

GUARATINGUETÁ: Jaílson; Régis, Everton, Gustavo Bastos e Renato Peixe; Célio (Crivellaro), Galiardo, Marielson e Guaru (Vagner Carioca); Danilo Santos (Serginho) e Jhon
Técnico: Edinho

BRASILIENSE: Eduardo; Ruy, Fábio Braz, Santiago e Dieguinho; Luciano Totó, Ferrugem, Thiaguinho e Adriano Felício (Danilo Portugal); Djavan (Deda) e Aloísio (Acosta)
Técnico: Andrade

Leia tudo sobre: brasilienseguaratinguetásérie b

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG