Atacante recebeu livre de Jadson na área, mas dominou mal e viu a oportunidade do empate contra a França parar nas mãos de Lloris

Aos 44 minutos do segundo tempo, Hulk , que havia entrado quatro minutos antes no lugar de Pato, perdeu a chance de ser um herói na seleção. Recebeu livre de Jadson na área, mas dominou mal e viu a oportunidade do empate com a França parar nas mãos de Lloris. O lance, porém, serviu como prova da boa atuação brasileira.

"A equipe está de parabéns, não fizemos uma partida ruim. Até criamos uma chance no final com o Hulk em que a bola escapou", afirmou o goleiro Júlio César, sem culpar o atacante do Porto, de Portugal.

A jogada que poderia ter sido decisiva no placar do Stade de France é usada como exemplo também de que o time de Mano Menezes não abdicou de atacar mesmo perdendo por 1 a 0 com um jogador a menos - Hernanes foi expulso minutos antes do intervalo.

"Tivemos muitas chances até o final com um a menos, tentamos e não deu. Eles tiveram uma chance e marcaram", lamentou Pato. "Tomamos o gol, mas a postura do time não mudou. Jogamos bola, marcamos, criamos chances... Infelizmente não ganhamos", comentou Elias.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.