Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Brasileiros da Inter de Milão indiferentes com eliminação do Inter no Mundial de clubes

Depois de Lúcio detonar o Inter, Maicon disse não ter ficado triste e Júlio César falou que campeonato não perde a graça por ter um africano na final

Marcel Rizzo, enviado iG a Abu Dhabi |

Não enfrentar um adversário brasileiro na final do Mundial de clubes, como era esperado, é indiferente para os brasileiros da Inter de Milão. O zagueiro Lúcio disse que o Internacional menosprezou o Mazembe, time africano que venceu por 2 a 0 na semifinal e que enfrentará os italianos na decisão. Os demais jogadores seguiram a linha do capitão da seleção brasileira na Copa do Mundo de 2010.

Olha, não fiquei triste que o Inter foi eliminado. Tenho que pensar no meu time e nós estamos na decisão.  Lógico que foi surpresa, mas o Mazambe (sic) me pareceu um time forte e nós também vamos ter trabalho, disse o lateral-direito Maicon, que se recupera de uma lesão muscular na coxa direita e na vitória sobre o Seongnam Chunma, nesta quinta-feira, ficou no banco de reservas.

Curiosamente, Maicon é gaúcho, nascido na cidade de Novo Hamburgo, mesmo assim garantiu que quando garoto não era nem colorado, nem gremista. Sou Inter de Milão, brincou.

Júlio César não considera que o Mundial ficou desvalorizado com a eliminação precoce do Inter. Pela primeira vez na história do Mundial chancelado pela Fifa, que começou em 2000 (parou de 2001 a 2004) e seguiu em 2005, um europeu vai enfrentar um país de outro continente que não a América do Sul.

O Mundial continua da mesma forma. Vamos enfrentar um time africano, que venceu a semifinal e mostrou força. Se chegaram é porque venceram e são eles que precisamos vencer, afirmou o goleiro.

Derrotado pelo Inter no Mundial de 2006, no Japão, quando jogava pelo Barcelona, o volante Thiago Motta não sonhava com uma vingança. Nunca me passou pela minha cabeça isso (revanche). Naquele ano nós tínhamos jogadores machucados e o time não foi bem na final. Me surpreendeu o Inter fora, claro. Mas vamos encarar o Mazembe com a mesma seriedade, disse Motta.

Ele entrou em campo contra o Seongnam aos dois minutos do primeiro tempo, depois que Sneijder se machucou. Ainda não sei como está o Sneijder, se ele joga ou não. Eu estou pronto, disse Motta.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG