Gol do empate da equipe londrina foi do zagueiro David Luiz. Mais tarde, de pênalti, Lampard decretou o 2 a 1 final

Zagueiro David Luiz comemora o seu gol
Getty Images
Zagueiro David Luiz comemora o seu gol
Em duelo pela 18ª rodada do Campeonato Inglês, que havia sido adiado no último mês de dezembro devido às fortes nevascas que atingiram a Inglaterra, o Chelsea recebeu o Manchester United em Londres e conseguir frear a arrancada do rival, que busca a conquista de seu 19º título nacional. 

Atuando no estádio Stamford Bridge, o Chelsea virou o jogo no segundo tempo e conseguiu uma vitória por 2 a 1, com gols de David Luiz e Lampard (Rooney abriu o placar). Com o resultado, o time londrino mantém chance de conquistar o segundo título inglês consecutivo.

A vitória contra o rival fez com que o Manchester United ficasse com 60 pontos na tabela do campeonato, ainda com quatro de vantagem para o Arsenal, que tem um jogo a menos. Com 48 pontos, o Chelsea está agora a 12 pontos do United.

Mesmo jogando fora de casa, o Manchetser não se intimidou com a pressão adversária e foi melhor ofensivamente no primeiro tempo, quando foi premiados com um bonito gol de Wayne Rooney, em chute de fora da área.

Apesar do bom desempenho na partida contra o Copenhague, pela Liga dos Campeões da Europa, a dupla de ataque formada por Nicolas Anelka e Fernando Torres teve muitas dificuldades contra Vidic e Smalling, os zagueiros do United.

Na segunda etapa, porém, o Chelsea demonstrou mais vontade em campo e conseguiu virar a partida com gols do brasileiro David Luiz e do meia Frank lampard, que marcou em pênalti polêmico marcado pela arbitragem.

Sem ter moleza, o Manchester United enfrentará mais um clássico na próxima rodada do Campeonato Inglês, neste domingo, quando encara o Liverpool, também fora de casa. Um dia depois, o Chelsea receberá o Birmingham, novamente no Stamford Bridge.

O jogo
O Chelsea começou a partida tentando pressionar o Manchester United. Aos 11 minutos, Evra fez boa jogada e serviu Essien na entrada da área. Cercado, o ganês chutou de bico e conseguiu um escanteio para os anfitriões. Aos poucos porém, o panorama da partida foi mudando.

Depois de pelo menos duas boas arrancadas de Fletcher pela direita, o United abriu o placar em jogada de puro talento individual. Após receber passe de Nani na intermediária, Rooney virou o corpo, driblou dois marcadores e bateu rasteiro, no canto direito do goleiro Cech, que não pôde alcançar a bola.

Sabendo que a derrota em casa seria terrível para as suas pretensões no campeonato, o Chelsea melhorou após ser vazado. Aos 39 minutos, Lampard bateu com força uma cobrança de falta pelo lado direito, Van der Sar rebateu a bola e Ivanovic perdeu o gol quase em cima da linha, se atrapalhando na hora da definição e permitindo a recuperação do holandês.

Na segunda etapa, o Chelsea voltou a pressionar o adversário logo nos primeiros minutos, começando por um chute cruzado de Ashley Cole, que Van der Sar defendeu. Aos sete minutos, no entanto, o holandês nada pôde fazer para evitar o gol do brasileiro David Luiz. Em tabela de zagueiros dentro da área, Ivanovic ajeitou e o titular da seleção brasileira bateu forte, com a bola quicando, e fez a alegria dos torcedores no Stamford Bridge.

Na raça, o time da casa acabou se sobressaindo na partida e também contou com uma marcação polêmica da arbitragem para virar o placar. Em lance entre Zhirkov e Samalling, o árbitro viu pênalti, muito contestado pelo United. Na cobrança, Lampard encheu o pé no meio do gol e anotou o segundo tento do Chelsea.

Buscando ao menos o empate, o Manchester ainda teve chances de gol com Fábio e Giggs, mas parou no seguro goleiro Cech. Para piorar, o zagueiro Vidic foi expulso aos 47 minutos, acabando com qualquer esperança ofensiva da equipe, que teve que se contentar com a festa adversária. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.