Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Brasil sub 20 faz 6, conquista o título e alimenta sonho olímpico

Com show de Lucas e Neymar e goleada sobre o Uruguai, seleção leva Sul-Americano pela 3ª vez seguida e se garante em Londres 2012

Gazeta |

A seleção brasileira sub 20 superou todas as expectativas na madrugada deste domingo. Um empate seria suficiente para garantir vaga nas Olimpíadas de Londres, no ano que vem, mas os garotos de Ney Franco foram além: aplicaram uma impiedosa goleada por 6 a 0 no Uruguai e faturaram o título do Sul-americano da categoria, em Arequipa, no Peru, pela terceira vez seguida.

O título reforça a hegemonia brasileira na competição: agora são 11 títulos no total (venceu também em 1974, 1983, 1985, 1988, 1991, 1992, 1995, 2001, 2007 e 2009) contra sete do próprio Uruguai, quatro da Argentina, dois da Colômbia e um do Paraguai.

O grande destaque do jogo foi o camisa 10 brasileiro. Lucas marcou três belos gols e deu a assistência para um dos dois gols marcados por Neymar, artilheiro máximo da competição com oito tentos anotados. Além dos dois, o lateral direito Danilo também deixou sua marca nas redes celestes.

Apesar de perder o título com uma derrota muito dolorosa, os uruguaios se consolam com o retorno a uma Olimpíada depois de 84 anos, garantido com o vice-campeonato. Argentina e Equador, terceiro e quarto colocados, terão de se contentar com o Mundial sub 20, este ano, na Colômbia, torneio que brasileiros e uruguaios também disputarão.

O jogo
Atleta mais badalado da competição, Neymar foi o principal alvo dos pontapés distribuídos em grande número pelos uruguaios desde o início da partida. Quando tentava ultrapassar os marcadores com dribles e jogadas individuais, o santista quase sempre era derrubado. Para piorar, o árbitro Antonio Arias, do Paraguai, repreendia o brasileiro por "simulação" em algumas jogadas.

Sem o brilho do camisa 7, Lucas foi quem chamou a responsabilidade. Aos 28 minutos, fez grande jogada pela direita e cruzou para Willian José finalizar com uma "meia bicicleta", levando perigo ao goleiro Ichazo. Era a primeira chance do Brasil, que deteve a bola no campo de ataque durante quase toda a etapa inicial. Com Lucas inspirado, o gol era questão de tempo. Na verdade, os gols.

Com 40 minutos, Alex Sandro trabelou com Neymar pela esquerda e cruzou rasteiro para o camisa 10, que dominou rápido e bateu rasteiro, no canto direito do goleiro rival, abrindo o placar. No minuto seguinte, Lucas voltou a aparecer: partiu do meio-campo em arrancada espetacular, ignorou os marcadores, invadiu a área pela direita e chutou cruzado para marcar um golaço.

Em desvantagem, os uruguaios perderam a cabeça definitivamente. Aos 43 minutos, o meio-campista Adrián Luna, principal destaque celeste na competição, atingiu o zagueiro Juan com um carrinho violento e foi imediatamente expulso, facilitando o trabalho verde-amarelo. Ney Franco não imaginava, porém, que a igualdade numérica pudesse ser reestabelecida com extrema rapidez.

Logo aos três minutos do segundo tempo, Capelini invadiu a área sozinho e foi derrubado pelo zagueiro Saimon, que já tinha cartão amarelo e acabou expulso. Na cobrança, Vecino mandou para longe a chance de reação uruguaia, sepultada definitivamente logo aos cinco minutos, quando Danilo invadiu a área pela direita e bateu cruzado, com pouca força, mas suficiente para fazer 3 a 0.

Com o Uruguai abatido, a torcida peruana finalmente viu o ídolo Neymar brilhar. Aos 12 minutos, em outra ótima jogada de Lucas pela esquerda, ele só teve o trabalho de dominar a bola e empurrá-la para o gol. Quatro minutos mais tarde, mostrou oportunismo e aproveitou rebote do goleiro após chute de Willian José e, novamente, só precisou empurrar para as redes.

Ainda tinha mais: aos 35 minutos, instantes após ser desarmado pelo goleiro rival pouco antes de marcar um gol de placa, Lucas dominou na entrada da área e bateu com força e perfeição, no ângulo direito de Ichazo, para dar números finais ao jogo antes de sair ovacionado - assim como Neymar - para a entrada de Gabriel Silva.

Milton Trajano
charge do sub 20 campeão sul-americano


FICHA TÉCNICA - BRASIL 6 x 0 URUGUAI

Data: 13 de fevereiro de 2011 - 0h10 (horário de Brasília)
Local: estádio Monumental UNSA, em Arequipa (Peru)
Árbitro: Victor Carrillo
Cartões amarelos: Casemiro, Saimon e Gabriel (BRA); Platero, Cayetano e Polenta (URU)
Cartões vermelhos: Luna (URU) aos 44 do 1º tempo; Saimon (BRA) aos 2 do 2º

Gols: Lucas aos 39 e aos 41 minutos do 1º tempo; Danilo aos 5, Neymar, aos 12 e 16, e Lucas novamente aos 36 do 2º, para o Brasil

BRASIL: Gabriel; Danilo, Saimon, Juan e Alex Sandro; Casemiro (Galhardo), Fernando, Lucas (Gabriel Silva) e Oscar; Neymar (Diego Maurício) e Willian José. Técnico: Ney Franco

URUGUAI: Ichazo; Platero, Olivera, Cabrera e Polenta; Prieto, Cayetano (Pereira), Mayada e Luna; Vecino e Federico Rodríguez (Cepelini). Técnico: Juan José Verzeri

Leia tudo sobre: sub 20seleção brasileiraolimpíadaslondres 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG