Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Brasil sofre no fim, mas desbanca sensação Japão e vai à semi

Brasil abriu 3 a 0, deixou o Japão diminuir para 3 a 2, mas conseguiu segurar o resultado e assegurar a classificação

Gazeta |

Getty Images
Brasil levou um sufoco no final, mas conseguiu assegurar a classificação às semis
Mesmo embalado por uma boa campanha na primeira fase e sobretudo pela vitória por 6 a 0 sobre a Nova Zelândia nas oitavas de final, o Japão não foi páreo para o Brasil nas quartas de final do Mundial sub 17. Léo, Ademílson e Adryan marcaram os gols da vitória por 3 a 2, em Querétaro. O time canarinho agora pega o Uruguai, que passou pelo Uzbequistão, quinta-feira.

 

Os comandados do técnico Emerson Ávila poderiam ter garantido a vitória com mais facilidade, já que abriram 3 a 0 e deixaram o rival diminuir no final, a ponto de assustar em alguns lances.

O outro confronto semifinal será decidido nesta segunda-feira. De um lado da chave, estão Alemanha e Inglaterra, que se enfrentam às 17 horas (de Brasília). Do outro, estão o anfitrião México e a França, que duelam um pouco mais tarde, às 20 horas.


O jogo 
O Brasil acabou com a alegria japonesa aos 15 minutos da etapa inicial, quando Adryan cobrou escanteio da esquerda e viu o atacante Léo, do Cruzeiro, cabecear para as redes. O mesmo Léo teve boa chance para ampliar a contagem no primeiro tempo, mas mandou por cima.

A superioridade brasileira fez com que Hirofumi Yoshitake, técnico japonês, fizesse sua primeira substituição já aos 44 minutos de bola rolando. Ele tirou o meio-campista Akino e colocou o atacante Matsumoto em seu lugar. Logo no primeiro minuto da etapa final, Ishige atirou com perigo e assustou o goleiro Charles, mas o domínio brasileiro não foi ameaçado.

Aos dois minutos, Guilherme cruzou da esquerda e Ademílson, que pertence ao São Paulo, teve espaço para dominar e bater rasteiro, sem chances para Nakamura. Os japoneses ficaram atordoados e Ademílson teve mais duas chances para marcar. Na primeira, ele girou e bateu para fora. Na segunda, Nakamura defendeu e, no rebote, mandou por cima do travessão.

Aos nove minutos, Ishige deu mais um susto no goleiro Charles ao acertar o travessão em chute forte de fora da área, mas o Brasil voltou a responder com gol. Cinco minutos mais tarde, o flamenguista Adryan recebeu pela esquerda, passou por um rival e bateu firme: 3 a 0.

O Japão cresceu na reta final e finalmente conseguiu aproveitar suas oportunidades. Aos 31 minutos, Takagi invadiu a área pela direita e rolou para trás, de onde vinha Nakajima para tocar no canto esquerdo do goleiro e recolocar os asiáticos no jogo.

Depois de muito pressionar, os nipônicos marcaram mais um aos 43 minutos. Após escanteio cobrado da direita, Charles saiu mal e Iwanami acertou o travessão. No rebote, Hayakawa cabeceou para o gol e pôs fogo na partida. A pressão prosseguiu até o fim, mas o Brasil conseguiu se segurar e segue vivo na luta pelo quarto título mundial na categoria.

Leia tudo sobre: Japãoseleção brasileiramundial sub 17

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG