Delegação brasileira é a ultima, entre os 12 participantes, a iniciar os treinamentos para o torneio

A seleção brasileira desembarca nesta terça-feira em Buenos Aires para disputar a Copa América. Um dia depois, os jogadores iniciam os treinamentos em Los Cardeles, onde o time ficará concentrado . O trabalho dos brasileiros começará depois do de todos os rivais do torneio continental.

É que as outras 11 seleções que disputam a Copa América já iniciaram o seu período de preparação para a competição (veja a tabela) . Rival do Brasil na estréia, no dia 3 de julho, a Venezuela está treinando para o torneio desde o dia 3 de junho. No período, o time disputou um amistoso contra a Espanha, quando foi derrotada em casa por 3 a 0, e outro contra o México, vencido por 3 a 0.

Diferentemente da seleção brasileira, que após os amistosos contra Holanda e Romênia, deu folga para os seus jogadores, os venezuelanos foram para uma temporada de treinamentos nos Estados Unidos. De lá, os jogadores saem no dia 25, quando voltarão para a Venezuela e embarcam para a Argentina três dias depois.

O Brasil, entretanto, preferiu concentrar sua preparação, mais curta que a dos rivais, no país sede da Copa América. Mano Menezes planejou quase todos os treinamentos no hotel de luxo onde a delegação ficará hospedada, a 60 km de Buenos Aires.

Com Liones Messi, Argentina treina desde o dia 8 de junho em Ezeiza para a Copa América
AFP
Com Liones Messi, Argentina treina desde o dia 8 de junho em Ezeiza para a Copa América

Com a maioria dos seus jogadores convocados atuando no futebol europeu e, por isso, em fim de temporada, Mano escolheu dar folga de duas semanas para os atletas entre os amistoso e a Copa América. Quatro deles - Julio Cesar, Daniel Alves, Thiago Silva e Ramires – foram liberados antes do jogo contra a Romênia e tiveram mais três dias de folga.

"Por um número grande de jogos que eles atuaram, optamos pela liberação. Queremos todos descansados”, explicou o técnico na época.

Jogando em casa, a Argentina completa nesta quarta-feira duas semanas de treinamentos. A preparação escolhida por Sergio Batista foi completamente diferente da de Mano Menezes. O argentino convocou jogadores que não estarão na Copa América para os amistosos do início do mês. A seleção acabou perdendo para Nigéria e Polônia.

Após as duas derrotas, os chamados para o torneio continental iniciaram os treinamentos em Ezeiza, centro de treinamento da AFA (Associação Argentina de Futebol). Até o início do torneio, os atletas não precisarão se dormir no local, podendo voltar para as suas casas após o trabalho. A Argentina estreia no dia 1 de julho contra a Bolívia, em La Plata.

Seleção Início dos treinamentos
Argentina 8 de junho
Bolívia 10 de junho
Brasil 22 de junho
Chile 1 de junho
Colômbia 13 de junho
Costa Rica 7 de junho
Equador 17 de junho
México 30 de maio
Paraguai 13 de junho
Peru 8 de junho
Uruguai 5 de junho
Venezuela 3 de junho


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.