Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Bragantino vira sobre o Boa e se aproxima do G-4 da Série B

Concorrentes diretos na briga pelo acesso, o clube de Bragança Paulista ultrapassou os mineiros na classificação

Gazeta |

O torcedor boveta que esperava um triunfo contra o Bragantino nesta sexta-feira, no Dilzon Melo, saiu de campo frustrado. Isso porque, o Boa Esporte até saiu na frente no placar, mas acabou permitindo a virada dos paulistas por 2 a 1, que culminou com a queda do Boa na tabela, ultrapassado justamente pela equipe de Bragança, que chegou aos 48 pontos. Carlos Magno abriu o placar em cobrança de pênalti, enquanto Limcom anotou os dois gols do Bragantino.

Depois de mais de dois meses lesionado, o lateral-direito Jackson voltou ao time boveta nesta sexta-feira. Outro jogador que fez a diferença na partida foi o avante Jheimy, que recuperado de contusão, sofreu o pênalti que deu origem ao gol do time de Varginha. O artilheiro Limcom também foi protagonista da partida pelo lado do Bragantino, ao anotar os gols da virada.

Na sequência do Campeonato Brasileiro, o Boa Esporte terá mais um desafio em casa, dessa vez, o time de Nedo Xavier vai medir forças contra o Vitória, em partida marcada para sábado, dia 29 de outubro. Na mesma data, o Bragantino vai receber os cearenses do Icasa.

O jogo

Atuando com o apoio da torcida, o Boa começou a partida com mais volume de jogo, porém, finalizou poucas vezes contra a meta do goleiro Gilvan. Já o time de Bragança Paulista adotou uma postura mais cautelosa, aguardando o erro da equipe mineira para tentar as jogadas de contra-ataque. A primeira chance de inaugurar o placar foi dos donos da casa com o volante Moisés, que recebeu excelente assistência de Jheimy, mas carimbou a trave.

Aos 14, o atacante Jheimy recebeu bom passe na entrada da área em condições de marcar, mas o zagueiro Felipe derrubou o avante, o árbitro Elmo Alves Resende não titubeou e marcou o pênalti para o Boa. Na cobrança, Carlos Magno deslocou o goleiro Gilvan para abrir os trabalhos em Varginha e levar a torcida do Sul de Minas à loucura no Dilzon Melo.

O Bragantino não deu muito tempo para a comemoração do Boa. Aos 20, o atacante Limcom recebeu uma bola esticada da defesa e aproveitou vacilo da zaga para empatar o jogo e anotar seu décimo sexto gol no Campeonato Brasileiro. Os dois gols não mudaram o panorama do jogo, que continuou apresentando o time mineiro com mais posse de bola e exercendo pressão em cima dos paulistas.

Aos 27, em lance de contra-ataque em altíssima velocidade, os donos da casa quase chegaram ao segundo gol, mas o volante Moisés acertou a trave de Gilvan pela segunda vez no jogo. A partir dos 30 minutos, o time de Marcelo Veiga conseguiu equilibrar a partida, que ganhou em movimentação. Porém, foi o Boa que teve a última oportunidade do primeiro tempo, aos 40, após cobrança de escanteio, Marcelinho acertou a trave do Bragantino pela terceira vez no jogo.

Com Boa e Bragantino lutando para chegar ao G4, o empate não agradava nenhuma das duas equipes, que fizeram uma etapa complementar em busca do gol durante todo o tempo. Apesar da vontade, faltou qualidade técnica principalmente dos jogadores do meio-campo, que presenciaram mineiros e paulistas tentando a ligação direta da defesa para o ataque.

Outra alternativa era em chutes de longa distância, aos 11, o volante Moisés, que atuou como um legitimo atacante, tentou um tiro da intermediária, que assustou o goleiro Gilvan. Em busca da vitória, Nedo Xavier sacou Ramon para entrada de Waldison, enquanto Marcelo Veiga trocou Léo Jaime por Otacílio Neto. Aos 44, em novo vacilo da defesa do Boa, o artilheiro Limcom não perdoou e virou o jogo para o Bragantino.

FICHA TÉCNICA
BOA ESPORTE 1 X 2 BRAGANTINO

Local: Estádio Dilzon Melo, em Varginha (MG)
Data: 21 de outubro de 2011 (sexta-feira)
Horário: 20h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Jesmar Benedito Miranda de Paula (GO) e Edson Antônio de Souza (GO)
Cartões amarelos: (Bragantino) Reinaldo, Léo Jaime, Luís Henrique e André Astorga
Gols: Boa Esporte: Carlos Magno, aos 15 minutos do primeiro tempo
Bragantino: Limcom, aos 20 minutos do primeiro tempo e aos 44 minutos do segundo tempo

BOA ESPORTE: Luiz Henrique; Jackson (Marques), Carciano, Marcelinho e Marinho Donizete; Olívio, Jean Cleber, Ramon (Waldison) e Carlos Magno; Moisés e Jheimy (Maranhão)
Técnico: Nedo Xavier

BRAGANTINO: Gilvan, Felipe, André Astorga e Luís Henrique; Diego Macedo (Júnior Lopes), Ésley, Reinaldo, Romarinho (Luís Mário) e Marcinho; Léo Jaime (Otacílio Neto) e Lincom
Técnico: Marcelo Veiga

Leia tudo sobre: série b 2011bragantinoboa

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG