Equipe mineira não vencia há cinco rodadas, mas surpreendeu os paulistas no estádio Nabi Abi Chedid

Jogando fora de casa, o Boa Esporte surpreendeu o Bragantino e, depois de cinco rodadas sem triunfar na série B do Campeonato Brasileiro, voltou a vencer nesta terça-feira. O time mineiro venceu os paulistas por 2 a 1, em pleno estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. Os gols da vitória mineira foram marcados pelo atacante Jheimy e pelo volante Moisés. André Astorga descontou para o Bragantino.

Lance do jogo entre Boa Esporte e Bragantino, em Bragança
Futura Press
Lance do jogo entre Boa Esporte e Bragantino, em Bragança
Na próxima rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Bragantino vai visitar o Icasa, no sábado, às 16h20 (de Brasília), no estádio Mauro Sampaio. Já o Boa Esporte tem pela frente um confronto contra o Vitória, no Barradão, em Salvador.

O jogo
As duas equipes começaram a partida demonstrando muita vontade e pouca técnica. A forte marcação no meio-campo impediu que as chances de gol surgissem nos primeiros minutos do jogo, que apresentou equilíbrio das ações. Sem espaço para tocar a bola, o time da casa passou a utilizar a ligação direta da defesa para ao ataque como estratégia para ameaçar os visitantes.

Pelo lado do time de Minas Gerais, as jogadas de perigo surgiram principalmente nos chutes de fora da área. Foi dessa forma que os mineiros chegaram aos 11 minutos, com o volante Olívio, que arriscou um arremate de longa distância, e o goleiro Gilvan não conseguiu segurar firme, no rebote o Boa quase marcou.

Sem se intimidar, a equipe do Sul de Minas passou a atuar com um pouco mais de volume de jogo, e aos 18, conseguiu chegar tocando a bola. O avante Jheimy teve uma oportunidade clara de abrir o placar, mas o arqueiro Gilvan trabalhou bem e mandou para escanteio. Aos 21, veio o troco do Bragantino com Marcinho, que em cobrança de falta obrigou Luiz Henrique a espalmar para escanteio.

Irreconhecível em campo durante toda a partida, o Bragantino encontrou muitas dificuldades para penetrar na defesa mineira, e somente nos lances de bola parada conseguiu levar algum perigo. Como a equipe mineira também é pouco eficiente ofensivamente a primeira etapa ficou sem gols.

O panorama do segundo tempo mudou em pouco em relação ao início do jogo, ou seja, muita marcação e o Boa com volume de jogo maior, mas com o Bragantino também levando perigo, principalmente nas jogadas de bola parada e alçadas para a área do time mineiro.

Aos 12, depois de cobrança de falta pela direita de Carlos Magno, Jheimy disputou a bola com a zaga do Bragantino, e com a canhota mandou para o fundo das redes da equipe paulista para abrir o placar no Nabi Abi Chedid. Aos 16 minutos, a situação dos mineiros melhorou ainda mais na partida com a expulsão de Leandro Biton, que agrediu o volante Moisés.

Em vantagem numérica e também no marcador, o Boa continuou tendo o domínio das ações, enquanto o Bragantino tentava desordenadamente empatar o jogo e dava espaços para os ataques do Boa. Aos 40, o time mineiro chegou ao segundo gol com o volante Moisés, que aproveitou cruzamento da esquerda e testou para as redes de Gilvan.

Aos 45, O Bragantino ainda teve forças para diminuir o placar com André Astorga, que aproveitou confusão dentro da área e marcou o gol de honra.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.