Marquinho Chedid e o novo atacante mostraram empolgação e otimismo sobre as chances do time paulista

O presidente do Bragantino , Marquinho Chedid, está disposto a espantar a má fase do clube - que ocupa a vice-lanterna da Série B e para isso apresentou um pacote de reforços visando à disputa da competição. Depois de anunciar os laterais Jailson e Luiz Felipe e o atacante Luiz, o Alvinegro fechou com o zagueiro André Astorga e o atacante Otacílio Neto.

"Acho que não existe nada melhor do que voltar a um lugar onde você foi bem tratado. Disputei o Estadual pelo Sport, mas após o campeonato fiquei apenas treinando fisicamente. Fui procurado pelo presidente Marquinho e chegamos a um acordo. Quero ajudar o clube a sair de uma situação difícil", disse Astorga, que esteve no Bragantino na temporada passada.

Pelo tempo em que não atua, o zagueiro ainda vai ficar fazendo trabalhos físicos no Nabi Abi Chedid e não tem data definida para estrear. O mesmo acontece com Otacílio Neto. O atacante já está registrado no Boletim Informativo Diário da CBF, mas ficou na academia de musculação e ainda não vai a campo.

"Estou chegando para ajudar meus novos companheiros. Acho que o campeonato está muito igual e com os reforços que estão chegando vamos poder brigar pelo acesso", declarou Otacílio, que, pelo menos no discurso, já ganhou a simpatia do presidente.

Animado com os novos contratados, Marquinho Chedid adotou o otimismo e falou em brigar pelo acesso à Série A."Eu quero ver o time subir. Ainda temos 30 rodadas e mesmo se não conquistarmos muitos pontos nessas duas próximas partidas, ainda teremos tempo de recuperação", acredita.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.