Tamanho do texto

Luxemburgo não gostou de ver argentino posicionado para cobrança que empatou clássico. Ele já havia feito gol semelhante no Chile

Ao ver que Thiago Neves havia se afastado da bola na cobrança de falta, aos 42 minutos do segundo tempo do clássico com o Fluminense, quando o Flamengo perdia por 2 a 1, o técnico Vanderlei Luxemburgo se irritou com Bottinelli, que seria o cobrador. O argentino confiou na sua inspiração, que veio de 2010, quando defendia a Universidad Católica e marcou um golaço, empatando o jogo para depois ainda fazer o da vitória .

> Bottinelli já tem nove pontos do Flamengo no Brasileirão na sua conta
> Flamengo, Corinthians e Inter são os times em ascensão no Brasileiro

Bottinelli comemora um de seus dois belos gols no clássico contra o Fluminense, no domingo
AE
Bottinelli comemora um de seus dois belos gols no clássico contra o Fluminense, no domingo
Bottinelli ainda não teve a oportunidade de conversar com Luxemburgo depois da cobrança de falta sensacional. No entanto, o argentino está tranquilo, afinal conseguiu ajudar o time, com dois gols, a conquistar uma importante vitória e continuar na briga pelo título do Campeonato Brasileiro.

“Luxemburgo ficou p... comigo. Ele queria a bola dentro da área”, disse Bottinelli, sem se preocupar com o palavrão no meio da frase. “Sempre fiz gols em cobranças de falta nos outros times e tenho confiança para bater na bola. O Thiago acreditou em mim e isso foi muito importante”, emendou.

A inspiração de Bottinelli veio dos tempos em que defendia a Universidad Católica, clube que conquistou seu coração, apesar de ser argentino. Logo numa vitória por 4 a 2 sobre a Universidad de Chile, ele abriu o placar ao marcar um importante gol muito parecido com o do Fla-Flu, na conquista do Campeonato Chileno de 2010. Assista ao golaço do argentino no futebol chileno .

“Confiança é preciso ter sempre. Fiz um gol da mesma distância contra a Universidad de Chile e veio na minha cabeça na hora. Fiquei perdido no tempo, mas isso ficou na minha cabeça. Falei para o Thiago que poderia fazer o mesmo novamente e consegui”, afirmou Bottinelli, que tem seis gols com a camisa do Flamengo, cinco deles no Brasileiro.

Bottinelli sabe que, dificilmente, será titular do time do Flamengo, já que ocupa um espaço parecido com o de Ronaldinho Gaúcho e Thiago Neves. No entanto, satisfeito com o seu rendimento e vivendo um momento especial, o argentino espera por uma vitória sobre o Palmeiras, quarta-feira, às 21h50, no Engenhão, pela 29 rodada do Brasileiro, para seguir na briga pelo título.

> Luxemburgo pede para Mano Menezes poupar Ronaldinho na seleção

“O jogo contra o Fluminense foi importante, mas já acabou e estamos pensando no Palmeiras. Queria jogar com o Thiago Neves, o Ronaldinho, mas só 11 podem jogar. Não é fácil. O Luxemburgo sempre manda a campo os melhores. Preciso estar tranqüilo para ajudar o time na hora em que for preciso”, comentou Bottinelli.

Com 47 pontos, o Flamengo está na terceira colocação, faltando 10 rodadas para o fim do Brasileiro. O líder é o Corinthians, com 51.