Caio Júnior, técnico do Botafogo, acredita que expulsão de Bottinelli fez o adversário recuar demais

O cenário de ter um jogador a mais do que o Flamengo desde os 25 minutos do primeiro tempo, neste domingo, parecia perfeito, mas os botafoguenses não souberam aproveitar a vantagem e deixaram o campo lamentando a falta de oportunidades para vencer a meta rival.

"Tivemos poucas chances de gol e, nas que tivemos, infelizmente não conseguimos fazer. Temos que levantar a cabeça e trabalhar", disse o atacante Bruno Tiago, que entrou no intervalo.

A análise do técnico Caio Junior foi semelhante. Segundo ele, faltou criatividade a sua equipe para explorar melhor a vantagem depois de o meia Bottinelli ter sido expulso. O treinador entende, inclusive, que o Botafogo foi melhor até o momento em que os times estavam completos.

"Quando o jogo esteve 11 contra 11, nosso time foi superior, na minha visão. Tivemos mais capacidade, mais volume de posse de bola, e criamos mais. Estávamos merecendo o gol. Aí aconteceu a expulsão, o Flamengo recuou e passou a jogar só no nosso erro", justificou.

"O objetivo era tentar viradas de jogo, que é a única forma de jogar quando o adversário todo fica posicionado à frente da defesa e tem jogadores como Thiago Neves, Ronaldinho Gaúcho. Tivemos três oportunidades, mas também corremos risco de perder", concluiu Caio Junior.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.