puxão de orelha na zaga - Futebol - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Botafoguenses dividem culpa por falha, mas Joel dá leve puxão de orelha na zaga

Zagueiro Márcio Rosário atrasou uma bola para Leandro Guerreiro, que perdeu o lance para Magno Alves, proporcionando o primeiro gol do Ceará no empate de 2 a 2

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

Uma falha do setor defensivo causou o primeiro gol do Ceará no empate de 2 a 2 com o Botafogo, na última quarta-feira. No lance, o zagueiro Márcio Rosário recuou mal para Leandro Guerreiro, que perdeu a bola para Magno Alves, autor do gol do time da casa. Após a partida, Joel Sanatana minimizou o erro, mas deu um pequeno 'puxão de orelha' no setor defensivo.

"Acho que o time jogou o que poderia jogar, mas não pode facilitar como facilitou. O Rosário sabe que eu gosto desse tipo de zagueiro sério, apertou tira. Não pode ficar colocando a bola para trás. Tem que evitar esse tipo de bobeira. Agora é o momento de vencermos, trabalharmos, convocar a nossa torcida", declarou o treinador do Botafogo.

O meia Edno preferiu não destacar o erro, mas comemorar o ponto conquistado fora de casa. O Ceará perdeu apenas uma partida atuando no estádio Castelão. "Em qualquer time pode haver falhas. Quando o time perde, perde todo mundo. O time está, sim, de parabéns, porque lutou durante todo o tempo contra uma equipe difícil de ser vencida. Houve bobeira, mas de toda a equipe", disse Edno.

Na 4ª colocação, com 56 pontos, o Botafogo pode ser ultrapassado por Grêmio e Atlético-PR. Ambos jogam neste final de semana, podendo igualar o número de pontos da equipe carioca, ficando em vantagem pelo número de vitórias. O Botafogo volta a campo no dia 21 de novembro, contra o Internacional, no estádio Engenhão.

Leia tudo sobre: botafogocampeonato brasileiro

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG