Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Botafogo visita o Avaí para tentar se aproximar dos líderes

Equipe carioca está quatro pontos atrás do líder Fluminense e quer manter o sonho do título. Avaí está na zona de rebaixamento e precisa da vitória para subir na tabela

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

As chances de conquistar o título do Campeonato Brasileiro são tratadas com cautela e empolgação controlada no Botafogo. Mas os quatro pontos  de desvantagem para o líder Fluminense, permitem que jogadores e torcedores continuem acreditando em uma arrancada na reta final. Assim, a equipe do técnico Joel Santana tentará mais uma vez diminuir a vantagem neste domingo, contra o Avaí, às 17h, no estádio da Ressacada, pela 34ª rodada.

Se o momento da equipe carioca é bom, tendo vencido as últimas três partidas, contra Vitória, Atlético-MG e Atlético-GO, a situação do Avaí é muito complicada. Na 18ª colocação, com 33 pontos, o time catarinense vem de uma goleada sofrida para o Corinthians, por 4 a 0, e precisa conquistar a vitória dentro de casa. Tendo vencido três adversários que estão na luta contra o rebaixamento nas últimas partidas, o meia Lucio Flavio destaca o grau de dificuldade da partida.

"É um jogo que, assim como contra Atlético Mineiro e Atlético Goianiense, é perigoso porque o adversário está em uma zona indesejável. Jogando em casa, eles vão tentar de tudo para reverter. Mas não temos nada a ver com o problema deles, apenas com o nosso. Pensamos em conquistar pontos para alcançar o objetivo final", declarou o capitão da equipe.

O técnico do Botafogo, Joel Santana, também fez questão de manter o discurso de respeito para a partida em Florianópolis. "Sabemos que vai ser difícil, pois é uma equipe boa, que começou o campeonato muito bem e depois despencou. Já trocou não sei quantos treinadores e agora está no limite", disse Joel.

A posição desconfortável faz com que o empate para o Avaí seja considerado quase como uma derrota. Por isso, a ordem do time é partir para cima e vencer o Botafogo. "Não podemos nem pensar em empate. Dentro de casa, com o apoio do nosso torcedor, temos que conquistar a vitória e somar os três pontos", disse o zagueiro Cleyton.

Ausências importantes dos dois lados
Para escalar o Avaí, o técnico Vagner Benazzi terá um trabalho duro. Entre lesionados e suspensos, são 10 jogadores, quase uma equipe inteira indisponível. Quatro jogadores já estão vetados pelo departamento médico: o meia Leandro Bonfim, o volante Rodrigo Thiesen, o atacante Marcelinho e o zagueiro Gabriel. Além deles, outros três serão reavaliados, mas têm poucas chances de atuar, caso do volante Marcinho Guerreiro, do zagueiro Rafael e do atacante Roberto.

Para completar o número de ausências, o zagueiro Emerson e o meia Robinho estão suspensos, já que foram expulsos contra o Corinthians, na última rodada. Vandinho também não poderá atuar, pois recebeu o terceiro cartão amarelo na mesma partida. Com tantos problemas, o zagueiro Cleyton se coloca de prontidão. ""Se a oportunidade surgir tenho que dar o meu máximo. Se tiver chance, vou estará preparado para ajudar a equipe", disse.

No Botafogo, o número de desfalques é menor, mas não menos importante. O lateral-esquerdo Marcelo Cordeiro, o zagueiro Márcio Rosário e o volante Somália não conseguiram se recuperar de lesões musculares e ficarão de fora da partida. O trio chegou a viajar para Florianópolis, mas não treinou neste sábado e foi vetado pelo departamento médico da equipe.

Assim, Danny Morais entra na vaga de Márcio Rosário, na defesa. Na lateral-esquerda, Somália seria o substituto natural de Marcelo Cordeiro, mas como também está fora, o setor deverá ser formado pelo meia Renato Cajá, improvisado. No meio, Fahel forma a duplade volantes com Marcelo Mattos, substituíndo Somália. Loco Abreu e Jobson formarão o ataque carioca.

FICHA TÉCNICA  - AVAÍ x BOTAFOGO

Local: Estádio da RessacadaEngenhão, em Florianópolis (SC)
Data: 7 de novembro de 2010, domingo
Hora: 17h (de Brasília)
Árbitro: Salvio Spinola Fagundes Filho (Fifa-SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Vicente Romano Neto (ambos de SP)

AVAÍ: Zé Carlos; Emerson Nunes, Rafael (Cleyton) e Bruno; Patric, Rudnei, Diogo Orlando, Caio (Jeferson) e Pará; Roberto (Marcelinho) e Valber (Davi)
Técnico: Vagner Benazzi


BOTAFOGO: Jéfferson; Antônio Carlos, Danny Morais e Leandro Guerreiro; Alessandro, Fahel, Marcelo Mattos, Lúcio Flávio e Renato Cajá; Jobson e Loco Abreu
Técnico: Joel Santana

Leia tudo sobre: avaíbotafogocampeonato brasileiro

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG