Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Botafogo trabalha para definir situações de jogadores pendentes

Time carioca tenta segurar jogadores que deveriam voltar de empréstimo para os seus respectivos clubes

Gazeta Esportiva |

A diretoria do Botafogo pretende resolver até o Natal a situação dos jogadores que fazem parte do elenco e que ainda não têm a permanência assegurada para a próxima temporada. Se encontram nesta situação os zagueiros Antônio Carlos e Danny Morais, o lateral esquerdo Marcelo Cordeiro, o volante Somália e os meias Edno e Renato Cajá.

Quem está com o desfecho melhor encaminhado é Antônio Carlos, que tem os direitos federativos ligados ao Atlético-PR. Devido ao bom relacionamento entre os clubes, a renovação de empréstimo por mais um ano está praticamente acertada. O jogador tem proposta do Atlas, do México, mas prefere permanecer em General Severiano.

"Sempre manifestei o desejo de permanecer no Botafogo, apesar de respeitar qualquer que seja a decisão da diretoria do Atlético Paranaense. Porém, acredito em um desfecho feliz", disse Antônio Carlos.

Com a eliminação do Internacional do Mundial de Clubes da Fifa e a antecipação do retorno da maior parte da cúpula da diretoria, que não vai permanecer nos Emirados Árabes Unidos para a disputa do terceiro lugar, o Botafogo deverá agilizar as negociações para a renovação dos contratos de Danny Morais e de Marcelo Cordeiro.

Com Somália a negociação está bem encaminhada, faltando apenas a assinatura. O jogador deixou claro ao grupo de empresários que cuida de seus direitos federativos que pretende permanecer em General Severiano. Com Renato Cajá também falta apenas a assinatura, pois o contrato atual prevê uma cláusula de renovação automática, que será utilizada pelo Botafogo, em comum acordo com o atleta. Já Edno vai retornar ao Corinthians, pois os dirigentes entendem não ser um investimento válido neste momento.

O clube também pretende resolver logo a prorrogação de contrato dos atletas com vínculo somente até o fim do Campeonato Carioca. Estão nesta situação o zagueiro Fábio Ferreira, dono do próprio passe, e o volante Marcelo Mattos, com os direitos federativos ligados ao Panathinaikos, da Grécia. Os dirigentes botafoguenses irão apresentar uma proposta aos gregos para a contratação em definitivo e envolveriam o atacante Jobson como moeda de troca.

O clube definiu, ainda, que pretende contratar dois laterais, sendo um direito para fazer sombra a Alessandro, um zagueiro, um volante, um meia e um atacante. Desses todos o clube quer acertar rapidamente com um apoiador, já que Maicosuel, se recuperando de cirurgia no joelho direito, só retorna aos gramados em abril, enquanto Lucio Flavio se transferiu para o futebol mexicano.

"Queremos um camisa dez, mas o mercado oferece muito poucas opções. Quem tem esse jogador não pretende vender e nem trocar. Mas estamos trabalhando e confio na diretoria", disse o técnico Joel Santana.

Leia tudo sobre: botafogomercado da bola

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG