Sem Loco Abreu no ataque, equipe carioca finalizou apenas cinco vezes contra o Palmeiras na estreia

A estreia do Botafogo no Campeonato Brasileiro, com derrota por 1 a 0 para o Palmeiras no último domingo, serviu para o técnico Caio Júnior confirmar o que já havia repetido antes: o time precisa de reforços com urgência. Mas mais que isso, serviu também para mostrar que o atacante Loco Abreu , suspenso pelo Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) , faz falta como referência no ataque da equipe.

Sem o atacante, que foi quem mais finalizou pelo Botafogo no Campeonato Carioca, com média de 3,1 chutes por partida, o time de General Severiano arriscou apenas cinco vezes contra o gol de Marcos, duas no alvo, e três para fora. Os números são da Footstats e estão disponíveis no aplicativo iG Esporte para iPhone e iPad.

Tenha as estatísticas no seu iPhone e faça comparações entre times e jogadores

Apenas o Santos, que empatou com o Internacional no sábado , finalizou menos que o Botafogo na primeira rodada, com três chutes a gol. Porém, a equipe da baixada escalou o time inteiro com reservas, pensando na partida de quarta-feira, contra o Cerro Porteño, do Paraguai, pelas semifinais da Copa Libertadores. Para se ter uma ideia da inoperância ofensiva, a média de finalizações de todas as equipes somadas na primeira rodada foi de 14 chutes por partida.

Recuperado de lesão no joelho esquerdo, o meia Maicosuel, que atuou mais avançado, no ataque, foi quem mais finalizou pelo Botafogo, com dois chutes. Antônio Carlos, Marcelo Mattos e Bruno Tiago completaram a lista.

Para as próximas rodadas, o técnico Caio Júnior terá que encontrar uma solução dentro do próprio elenco. Herrera e Loco Abreu só terão condições de entrar em campo depois da terceira rodada, graças a um efeito suspensivo . Porém, o jogador uruguaio deve ser convocado para a disputa da Copa América, em julho , desfalcando o Botafogo por quase dois meses.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.