Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Botafogo recebe o Volta Redonda para manter escrita no estadual

Equipe chega na final do Campeonato Carioca desde 2006. Após tropeços, time quer recuperar a confiança

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

Manter uma escrita e superar a desconfiança. Esse é o objetivo do Botafogo neste sábado, quando a equipe estreia na Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, contra o Volta Redonda, no estádio Engenhão. Presente em todas as finais do Campeonato Carioca desde 2006, o time comandado por Joel Santana também precisa reconquistar a torcida, que vaiou jogadores e dirigentes na vitória sobre o River Plate-SE, pela Copa do Brasil, na última quarta-feira.

Porém, para o treinador botafoguense, a missão será mais complicada que no primeiro turno. Joel Santana acredita que a Taça Rio é mais difícil e aposta que as equipes se classificarão para a final com um número menor de pontos.

"Esse segundo turno é muito mais difícil que o primeiro, porque tem dois clássicos. Existe uma vaga para quatro equipes. A diferença é que tem que passar por times menores, que fizeram bom primeiro turno e tem o Vasco, que também está recuperado. Com dois clássicos, as equipes vão se classificar com menos pontos que na Taça Guanabara, pode apostar”, declarou o treinador do Botafogo.

AE
Convocado para a seleção, Jefferson tem sido um dos destaques do Botafogo no estadual


Elogiados pelo treinador após a vitória nos pênaltis sobre o River-SE, os jogadores do Botafogo esperam manter o mesmo espírito de luta destacado por Joel Santana no resto da temporada. Para o zagueiro Antônio Carlos, o Botafogo tem que manter a confiança em alta.

“É o tipo de postura de entrega que a gente espera que acompanhe o time daqui para frente. Um time mais agressivo, de luta. Depois do primeiro jogo contra o River-SE, abalou a nossa confiança, até com razão, porque perdemos pra uma equipe de menor expressão. Jogamos mal, aconteceu, mas agora é um novo turno, vamos começar bem, sem dar chance para o azar”, declarou o zagueiro.

Para o atacante Herrera, o jogo contra o Volta Redonda é mais importante que um clássico. "Nós sabemos que nos clássicos qualquer resultado pode acontecer. Mas diante das equipes de menor investimento, apenas a vitória interessa. Podemos nos classificar ganhando apenas essas partidas, por exemplo, já que elas respondem por 18 pontos. Portanto, iniciar a nossa caminhada derrotando o Volta Redonda será muito importante para os nossos planos", alertou.

Joel Santana deve manter a mesma equipe que venceu o River-SE na quarta-feira. O atacante Loco Abreu não treinou nesta sexta-feira e segue se recuperando de uma inflamação no nervo ciático. Assim, Caio continuará formando dupla de ataque com o Argentino Herrera.

“Tive um profissional que foi ver o Volta Redonda num amistoso contra o América-RJ, na semana passada. É um time com um treinador bom, que sempre faz boas campanhas lá. Não devemos mexer muito na equipe, até porque não é bom ficar inventando muito nesse momento. Vamos com o que a gente tem, como manda o figurino”, disse Joel Santana.

Outro ausência importante é do volante Marcelo Mattos, que se recupera de lesão na sola do pé e não entra em campo desde o dia 6 de fevereiro, na vitória por 3 a 2 sobre o Fluminense. O jogador deverá ser liberado para treinar com bola nos próximos dias.

Enquanto o Botafogo pensa no título, no Volta Redonda, a meta é se livrar do risco de rebaixamento, já que a equipe somou apenas cinco pontos na Taça Guanabara. Ao fim dos dois turnos, os dois times com menos pontos serão rebaixados. "Nós precisamos somar o máximo de pontos possível e por isso mesmo não podemos abrir mão de pontuar nem mesmo contra o Botafogo e o Fluminense, os dois confrontos que se desenham mais complicados", disse Dário Lourenço, técnico do Volta Redonda.

FICHA TÉCNICA - BOTAFOGO X VOLTA REDONDA

Local: Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 5 de março de 2011 (Sábado)
Horário: 16h(de Brasília)
Árbitro: Felipe da Silva (RJ)
Assistentes: Wagner Santos (RJ) e Jackson dos Santos (RJ)

BOTAFOGO: Jéfferson; Lucas, Antônio Carlos, Márcio Rosário e Márcio Azevedo; Rodrigo Mancha, Bruno Tiago, Everton e Renato Cajá; Herrera e Caio
Técnico: Joel Santana

VOLTA REDONDA: Mauro; Serginho, Ávalos, Padovani e Fabinho; Jonilson, Bruno Lança, Léo Capixaba e Gláuber; Jonathan e Jean
Técnico: Dário Lourenço

 

Leia tudo sobre: botafogocampeonato carioca 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG