Tamanho do texto

Imóvel do exército brasileiro deve ser cedido nas próximas semanas. Comitiva visitará CTs europeus

Após ter assinado a cessão por 20 anos, prorrogáveis pelo mesmo período, de um terreno do governo do Rio de Janeiro em Marechal Hermes para a construção de um centro de treinamento das categorias de base , o Botafogo está perto de adquirir o termo de uso de mais um imóvel. Localizado exatamente ao lado do cedido pelo estado, o terreno, que pertence ao exército brasileiro, completaria o projeto para construção do novo CT.

Siga o Twitter do iG Botafogo e receba notícias do time em tempo real

Segundo o presidente do Botafogo, Maurício Assumpção, as conversas com representantes das forças armadas devem ser finalizadas na próxima semana. No local, o Botafogo construiria campos de futebol para as categorias inferiores.

“A negociação com o exército para cessão do terreno ao lado está no final. Nesse terreno só poderemos construir os campos, a parte de estrutura ficará na outra área. Em uma semana devemos finalizar essa questão. Acho que um dos motivos para termos ganho a cessão com o governo do Rio foi o projeto social para crianças da região. Estão vendo que vamos oferecer uma contrapartida séria”, disse o presidente
do Botafogo.

Entre para a torcida virtual do seu time e o ajude a assumir a liderança do ranking

A cessão do terreno do governo do Rio foi assinada três semanas atrás. No local, o projeto inicial do Botafogo é de construir quatro campos de futebol, centro médico, um alojamento com refeitório para atletas de fora do Rio, uma caixa de areia para trabalhos físicos e uma piscina de 25 metros. O orçamento previsto é de R$ 15 milhões.

Nas próximas semanas, o presidente do Botafogo e mais dois diretores irão visitar centros de treinamentos de clubes da Europa. A ideia é colher experiências para o projeto da equipe carioca.

“Vamos viajar no próximo dia 21 de agosto para conhecer o CT do Barcelona, Roma, Real Madrid e Atlético de Madri. Temos nosso projeto, mas achamos interessante e oportuno visitar esses lugares para definir o projeto final. Acho que em setembro já lançamos a pedra fundamental e começamos as obras”, declarou Maurício Assumpção.