Vice-presidente de futebol do time, André Silva quer ver o atacante se acertar fora dos campos

Ao lado de Maicosuel, Jobson foi considerado a maior contratação do Botafogo para a temporada de 2010. Após sofrer com o doping no final de 2008, o jogador pôde voltar a atuar pelo clube no qual teve destaque. Porém, o casamento, que tinha tudo para ser perfeito, culminou em um ano sem conquistas e com a ida do jogador para o Atlético-MG.

Para o vice-presidente de futebol do Glorioso, André Silva, o mais importante no momento é fazer o atacante se acertar fora dos campos.

"Foi uma coisa que entristeceu a gente. Não pela passagem nao ter sido aquilo que esperávamos, mas pelo potencial dele. Um atleta jogar fora tudo isso por causa de uma fraqueza é triste. O principal nesse momento é tirar o jogador aqui do Rio de Janeiro e tentar fazer ele botar a cabeça no lugar", afirmou, em entrevista à Rádio Globo .

Sobre uma possível volta de Jobson, o dirigente se mostrou um pouco reticente, mas disse que espera poder vê-lo bem novamente.

"O intuito principal da diretoria é valorizar tanto o ser humano como o atleta. Se Deus quiser, que no futuro ele volte com a cabeça no lugar ou até que ele possa fazer uma transferência boa pra ele e boa pra nós também. Queremos que ele esteja bem", completou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.