Equipe carioca precisa vencer o adversário e torcer por um tropeço do Palmeiras contra o América-MG

Satiro Sodré/Divulgação AGIF
Artilheiro do Botafogo no Brasileiro, Elkeson é a esperança de gols contra o Atlético-GO
A confiança do torcedor botafoguense anda em alta. Após o tropeço contra o Palmeiras na estreia do Brasileirão , já são seis partidas sem derrota da equipe de General Severiano. Para continuar na briga pelas primeiras colocações, o Botafogo recebe o Atlético-GO nesta quinta-feira, às 19h30, no estádio Engenhão, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro e pode até assumir a segunda colocação, caso vença seu jogo e o Palmeiras tropece contra o América-MG.

Siga o iG Botafogo no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Sem nunca ter perdido para o adversário no torneio nacional - foram duas vitórias na edição passada - o Botafogo mantém um discurso humilde e espera um jogo duro . Mesmo com a situação mais delicada do adversário, que ocupa a 17ª posição na tabela, o técnico Caio Júnior destaca a experiência e qualidade da posse de bola do time goiano e acha que uma vitória por qualquer placar deve ser comemorada no final da partida.

"Pelos números, o Atlético-GO tem a melhor posse de bola do Campeonato Brasileiro. Então com essa informação eu já encerro o assunto de que é uma equipe mais fraca ou que a partida será fácil. Além disso, eles têm jogadores bem experientes, com média de idade de 28 anos. Se ganharmos por 1 a 0, aos 45 minutos do segundo tempo, vou estar satisfeito. Vamos jogar para se impor, mas sei que será uma partida muito dura", declarou o treinador da equipe carioca.

Entre para a Torcida Virtual do Botafogo e convide seus amigos

O zagueiro Antônio Carlos, capitão da equipe, acredita que a presença da torcida pode fazer a diferença para a vitória do Botafogo. Com passagem pelo Atlético-GO em 2009, o jogador afirma que a base do time se conhece, pois joga junto há muito tempo.

"Existem sete ou oito jogadores jogando junto há cinco anos lá. É um clube que só tenho coisas boas para falar, estrutura boa por trás. Ano passado conseguiu a permanência na primeira divisão e isso não foi a toa, mas com mando de campo nosso, temos que fazer nossa parte. Ganhando jogos a torcida vai comparecer em maior número. Espero que empurre e nos ajude nesta quinta-feira", disse o jogador.

O Botafogo não terá nenhum desfalque em relação ao último jogo. O volante Marcelo Mattos, que foi comprado em definitivo do Panathinaikos, da Grécia, ainda não teve o novo contrato inscrito no Boletim Informativo Diário (Bid) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e segue fora do time. Somália atuará mais uma vez ao lado de Lucas Zen.

O Atlético-GO busca recuperação. A equipe não vence há três jogos e já começa a se preocupar com o rebaixamento. Para piorar, o time terá dois desfalques contra a equipe carioca. O atacante Marcão foi liberado para resolver problemas particulares e não viajou com o grupo para o Rio de Janeiro. Já o meia Vítor Júnior, com dores musculares, não participou do treinamento.

Sem os dois, o técnico PC Gusmão terá que mudar a equipe depois de três rodadas consecutivas mantendo a mesma escalação. No recreativo que durou cerca de 30 minutos, Juninho foi testado na vaga de Marcão. "Estou bem fisicamente, entrei nos dois últimos jogos e espero contribuir para um bom resultado para o Atlético", disse o jogador.

FICHA TÉCNICA - BOTAFOGO X ATLÉTICO-GO

Local : Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data : 7de julho de 2011 (Quinta-feira)
Horário : 19h30 (de Brasília)
Árbitro : José de Caldas Souza (DF)
Assistentes : César Augusto de Oliveira Vaz (DF) e João Paulo Neto (DF)

BOTAFOGO : Renan, Alessandro, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Lucas Zen, Somália, Everton, Elkeson e Maicosuel; Herrera.
Técnico: Caio Junior

ATLÉTICO-GO : Márcio, Adriano, Gilson, Anderson e Thiago Feltri; Agenor, Pituca, Bida e Thiaguinho; Juninho e Anselmo.
Técnico: PC Gusmão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.