Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Botafogo encara clássico contra o Flamengo sem clima de revanche

Técnico Caio Júnior e jogadores minimizaram eliminação na semifinal da Taça Guanabara deste ano

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

A rivalidade criada entre Botafogo e Flamengo, que nos últimos quatro anos decidiram o Campeonato Carioca, ficará nas arquibancadas. Pelo menos é o que as declarações dos jogadores e do técnico da equipe, Caio Júnior, sugerem. Para o treinador, a partida deste domingo, no estádio Engenhão, às 18h30, pela sétima rodada da Taça Rio, deve ser encarada pelos jogadores com tranquilidade, sem que exista uma pressão extra.

"O torcedor é uma coisa, nós somos outra. Tem que saber separar isso. É normal o torcedor enxergar o futebol de uma forma diferente da nossa, pensar na brincadeira no trabalho no dia seguindo. Mas eu não posso misturar as coisas, tenho que preparar minha equipe para fazer uma boa partida no domingo. O clima está ótimo, com os jogadores confiantes e alegres. Futebol já tem pressão demais, tem que ter um ambiente sadio, de alegria", declarou o treinador do Botafogo.

Disputando seu primeiro clássico pelo Botafogo, o técnico Caio Júnior enfrenta justamente a última equipe que comandou no Brasil, antes de ir para o futebol do Japão e do Catar, no final de 2009. Mas o treinador garante não ter nenhum sentimento especial por rever o ex-clube.

“Para mim é só mais um jogo importante na minha carreira. Vou enfrentar um grande time. Meu trabalho lá, na minha opinião, foi muito bom. Disputamos o Campeonato muito bem até o final, só caímos quando jogadores foram vendidos, mas agora minha bandeira é o Botafogo, é o Botafogo que eu defendo"

Quem também minimizou a disputa foi o atacante Herrera. Nem mesmo a eliminação para o Flamengo, na semifinal da Taça Guanabara deste ano, faz com que o jogador pense em revanche. "Eu não vejo essa partida como revanche não. A gente jogou a semifinal, fomos eliminados nos pênaltis, se ganhar agora e ganhar a Taça Rio, ninguém vai lembrar. Importante é ganhar para entrar nas semifinais, depois Deus sabe o que pode acontecer", disse o atacante do Botafogo.

Outro ingrediente especial é a disputa entre os treinadores. Para Caio Júnior, os estilos ofensivos de Botafogo e Flamengo deverão proporcionar um grande jogo. "É grande a motivação para enfrentar o Flamengo. Admiro muito o Vanderlei, se pesquisar jogos entre a gente, sempre foram grandes partidas. Na minha época de Paraná, Palmeiras e Flamengo, fizemos jogos bem disputados. São partidas em que o torcedor vai ter emoção até o fim", finalizou.

Leia tudo sobre: botafogoflamengocampeonato carioca 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG