Com muitos desfalques, equipe ficou no 0 a 0 e caiu para o segundo lugar do grupo B, com dez pontos

Sob o comando do preparador de goleiro Flávio Tenius e sem sete titulares que enfrentaram o Vasco domingo passado, o Botafogo não saiu de um empate com o Boavista, neste sábado, na primeira partida sem Joel Santana. Completamente desfigurado e ainda sem o novo treinador Caio Júnior, que assistiu ao jogo das cabines de rádio, à beira do campo, o time de General Severiano empatou sem gols com o pelo vice-campeão da Taça Guanabara, no estádio Cláudio Moacyr, em Macaé, e perdeu a liderança do Grupo B.

Com empate com o time de Saquarema e a vitória do Olaria, que assumiu a liderança com 12 pontos, sobre o Nova Iguaçu, por 2 a 0, o Botafogo precisa torcer contra o Fluminense, neste domingo, para permanecer na zona de classificação do Grupo B, com dez pontos. Já o Boavista assumiu a liderança do Grupo A, com 10 pontos.

O Botafogo deixa as atenções do Campeonato Carioca de lado e volta a campo, nesta quarta-feira, contra o Paraná Clube, às 19h30, no estádio Durival de Brito, e Curitiba, pela Copa do Brasil, na estreia do técnico Caio Junior. No próximo domingo, a equipe enfrenta o Resende, às 18h30, no Engenhão, pela sexta rodada da Taça Rio.

Caio Júnior assistiu ao jogo de cima e não deve ter gostado do que viu
AE
Caio Júnior assistiu ao jogo de cima e não deve ter gostado do que viu

O jogo
Mesmo sem o goleiro Jefferson, o lateral-direito Lucas, os volantes Rodrigo Mancha e Arevalo Rios, o apoiador Everton e os atacantes Herrera e Loco Abreu, o Botafogo começou melhor e teve a primeira boa chance de gol aos sete minutos. O volante Julio Cesar saiu jogando errado e entregou no pé de Somália, o jogador alvinegro chutou rasteiro e a bola passou rente à trave esquerda do goleiro Thiago.

O troco do Boavista quatro minutos depois. André Luis aproveitou a bobeada da defesa do Botafogo, passou como quis pelo lateral-esquerdo Márcio Azevedo e chutou com perigo por cima do gol de Renan.

nullMas o jogo era lá e cá e no lance seguido foi a vez do time alvinegro assustar novamente. Alessandro, que atuou no lugar de Lucas, recebeu pela direita e arriscou de longe para boa defesa de Thiago. Aos 23, outra boa chance com Caio. O atacante passou por Everton Silva e chutou com perigo, mas a zaga do Boavista cortou para escanteio.

Aos 31, a melhor jogada do primeiro tempo. Márcio Azevedo fez boa defesa pela esquerda e cruzou, Paulo Rodrigues cortou errado e chutou contra o próprio gol, obrigando o goleiro Thiago a fazer uma difícil defesa.

Aos 41, Caio recebeu de Fabrício pela esquerda, passou por Joilson e foi derrubado pelo jogador do Boavista. Pênalti claro que o árbitro William de Souza Neri ignorou. No lance seguinte, outro erro da arbitragem. Somália recebeu passe de Caio na pequena área, mas o assistente marcou impedimento inexistente contra o Botafogo.

Aos 6, a primeira boa chance do segundo tempo. Caio carregou a bola pelo meia até e entrada da área e tocou para Willian, o atacante do Botafogo chutou forte, mas a bola desviou no lateral-direito Everton Silva.

Aos 11, outra vez Caio levou perigo ao gol do Boavista. O atacante recebeu lançamento de Marcelo Mattos, entortou o zagueiro Bruno Costa e chutou rasteiro, mas o lateral-esquerdo Paulo Rodrigues para escanteio.

Aos 14, foi o Boavista que quase abriu o placar. Fábio Fidélis, que acabara de entrar no lugar de Erick Flores, recebeu pela esquerda na entrada da área e chutou forte, a bola desviou em Alessandro e quase enganou Renan, que fez grande defesa com o pé e salvou o Botafogo.

Aos 35, o Botafogo perdeu uma chance incrível. Alessandro cobrou escanteio, Guilherme raspou de cabeça e a bola sobrou para Caio, que, sozinho, tocou por cima. No minuto seguinte, Caio teve outra chance de abrir o placar. O camisa 9 recebeu de Somália, entortou Bruno Costa, passou por Gustavo e chutou para grande defesa de Thiago.

Aos 40, Renan novamente salvou o Botafogo. Fábio Fidélis recebeu de Joilson dentro da área e obrigou ao goleiro alvinegro a fazer grande defesa. Dois minutos depois, Joilson ainda teve outra chance para marcar, mas chutou mal.

FICHA TÉCNICA - BOAVISTA 0 X 0 BOTAFOGO

Local: Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé (RJ)
Data: 26 de março de 2011, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: William de Souza Nery (RJ)
Assistentes: Ralph Coutinho (RJ) e Ricardo da Silva (RJ)

Cartões amarelos: Fahel (BOT), Antônio Carlos (BOT), Paulo Rodrigues (BOA), Max (BOA) e Gustavo (BOA)

BOAVISTA: Thiago; Everton Silva, Gustavo, Bruno Costa e Paulo Rodrigues (Roberto Lopes); Julio César, Joílson, Leandro Chaves (Rafael Augusto) e Erick Flores (Fábio Fidélis); André Luís e Max. Técnico: Alfredo Sampaio

BOTAFOGO : Renan; Alessandro, Antônio Carlos, Márcio Rosário e Márcio Azevedo; Fahel, Marcelo Mattos, Somália e Fabrício (Guilherme); Caio (Cidinho) e Willian (Jairo). Técnico: Flávio Tenius

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.