Time comandado por Oswaldo de Oliveira enfrentará o Bangu no próximo sábado, em busca de vaga na final da Taça Rio

O Atacante Caio, do Botafogo, protege a bola no duelo entre sua equipe e o Boavista
AE
O Atacante Caio, do Botafogo, protege a bola no duelo entre sua equipe e o Boavista
O Botafogo, com vários titulares sendo preservados, não fez uma grande atuação na tarde deste domingo, mas empatou por 1 a 1 com o Boavista, em São Januário, no Rio de Janeiro, e conseguiu manter a sua invencibilidade no ano.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Com o resultado, o Glorioso, que teve seu gol anotado por Caio, que já estava classificado para as semifinais da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, terminou o Grupo A na segunda posição, com 18 pontos, e no próximo sábado vai enfrentar o Bangu na luta por um lugar na decisão. Flamengo e Vasco fazem a outra semifinal.

Leia mais:
Flamengo joga para o gasto, vence o Americano e pega o Vasco na semi

Já o Boavista, que marcou seu gol com Lenny, terminou o Estadual com 16 pontos na classificação geral, que leva em consideração o somatório dos dois turnos. Dessa maneira, conseguiu permanecer na Primeira Divisão.

CONFIRA FOTOS DA RODADA DA TAÇA RIO NESTE DOMINGO

Loco Abreu perdeu mais um pênalti pelo Botafogo
Futura Press
Loco Abreu perdeu mais um pênalti pelo Botafogo

O jogo

A partida foi muito equilibrada no primeiro tempo. O Botafogo, um pouco desentrosado, tinha dificuldades de criar jogadas. Mais organizado, o Boavista era mais perigoso e assustou primeiro, aos 12 minutos, quando Fabrício arriscou de fora da área e acertou o travessão do goleiro Thiago.

Veja a classificação final e os confrontos das semifinais da Taça Rio

Porém, com o tempo, o Boavista foi conseguindo neutralizar as ações do Botafogo e dominar a partida, sempre se aproveitando de um melhor entrosamento. Aos 23 minutos Ruy cruzou e Somália cabeceou para fora. No último lance de perigo do primeiro tempo, aos 44 minutos, Felipe Menezes cruzou da esquerda e Caio cabeceou para fora.

CONFIRA FOTOS DO CAMPEONATO CARIOCA NESTE DOMINGO

Na volta para o segundo tempo o técnico Oswaldo de Oliveira sacou Fellype Gabriel e promoveu o retorno de Maicosuel, que estava há um mês afastado por conta de lesão na perna direita. Porém os primeiros instantes davam a impressão de que o domínio seria todo do Boavista, que passou a pressionar.

E mais: Fluminense goleia o Olaria, mas não avança para as semis da Taça Rio

Porém, quando o Boavista dominava as ações o Botafogo conseguiu abrir o marcador, aos oito minutos. Felipe Menezes cobrou falta da direita e Caio cabeceou sem chances para o goleiro.

O Boavista sentiu o lance e passou a ser dominado. Por muito pouco o Alvinegro não ampliou aos 25 minutos. Renan Lemos invadiu a área e foi derrubado por Douglas Pedroso. O árbitro Leonardo de Castro Moreira anotou o pênalti. Na cobrança, Loco Abreu bateu no meio do gol e facilitou a defesa de Thiago. Mais uma penalidade desperdiçada pelo uruguaio na temporada.

A perda do pênalti deixou o Boavista motivado e, para o azar de Loco Abreu, o time da Região dos Lagos empatou aos 28 minutos. Lenny recebeu passe de Ruy na área e chutou colocado, no canto esquerdo de Jéfferson, que nada pôde fazer.

FICHA TÉCNICA
BOAVISTA 1 X 1 BOTAFOGO

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 15 de abril de 2012 (Domingo)
Horário: 16h(de Brasília)
Árbitro: Leonardo de Castro Moreira (RJ)
Assistentes: Luiz Felippe Costa (RJ) e Diogo Carvalho Silva (RJ)
Cartões amarelos: Paulo Rodrigues, Thiago, Ruy e Lenny (Boavista) e Felipe Menezes e Renan Lemos (Botafogo)

Gols:
BOAVISTA: Lenny aos 28 minutos do 2º Tempo
BOTAFOGO: Caio aos 8 minutos do 2º Tempo

BOAVISTA: Thiago, Ruy, Bruno Costa, Fábio Braz e Paulo Rodrigues; Douglas Pedroso (Leandro Teixeira), Júlio César, Fabrício (Léo Pimenta) e Tony; Romarinho (Lenny) e Somália
Técnico: Andrade

BOTAFOGO: Jefferson, Lucas, Brinner, Fábio Ferreira e Renan Lemos; Jadson, Renato, Fellype Gabriel (Maicosuel) e Felipe Menezes (Gabriel); Caio (Willian) e Loco Abreu
Técnico: Oswaldo de Oliveira

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.