Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Botafogo diz esperar jogo tenso em Florianópolis

Time carioca sonha com título nacional, enquanto Avaí briga para fugir do rebaixamento para a Série B

Gazeta Esportiva |

O Botafogo segue se preparando para o confronto do próximo domingo, contra o Avaí, em Florianópolis. Com 54 pontos, o time precisa de um triunfo para seguir firme na luta por uma vaga na Libertadores e até mesmo sonhar com a conquista do título, dependendo do desempenho de seus rivais. Já os catarinenses, com 33 pontos, estão desesperados na briga contra o rebaixamento. Cenário que torna os cariocas favoritos absolutos. Mas não na opinião dos jogadores botafoguenses, que minimizaram a posição do rival na tabela de classificação e aguaram um compromisso muito disputado.

"Nós estamos esperando um jogo muito difícil, pois as duas equipes precisam muito do resultado e não podem pensar em tropeço. O Botafogo realmente quer brigar até o fim e sabemos que precisamos ganhar todos os jogos restantes, independentemente de mando de campo. Já o Avaí tem consciência de que os pontos que conquistar em casa pode livrá-lo do rebaixamento. Será um jogo tenso, decidido nos detalhes", disse o goleiro Jéfferson.

Pensamento parecido tem o meia Lucio Flavio. "O Avaí precisa deste resultado tanto quanto o Botafogo. Nessa fase do Campeonato Brasileiro os times sempre entram em campo com algum objetivo em mente e as partidas são muito complicadas, independentemente de se enfrentar alguém que esteja brigando por título, por vaga na Libertadores ou contra o rebaixamento. No ano passado a nossa equipe esteve na parte de baixo da tabela de classificação, lutando até a última rodada contra o rebaixamento e conseguimos evitar porque nos empenhamos demais. O Avaí vai querer fazer a mesma coisa e complicará a nossa vida", declarou.

Para o atacante Loco Abreu, o Botafogo precisa esquecer todas as adversidades que terá pela frente na partida contra o Avaí para ficar ainda mais perto dos objetivos do clube para esta temporada. "Temos consciência de que nós teremos uma partida muito complicada pela frente, pois o Avaí tem as suas metas nesta temporada e vem mostrando que tem potencial para evitar a queda. Mas nós temos em nossas mentes um objetivo muito bem definido. O Botafogo é um grande clube e não pode ficar mais de quinze anos sem disputar a Libertadores, como está acontecendo. Esse grupo tem o compromisso de mudar essa realidade e por isso temos que ir para Florianópolis e, mesmo respeitando o adversário, cumprir o nosso papel", sentenciou Abreu.

Para derrotar o Avaí e conquistar três pontos importantes nesta caminhada, o Botafogo sabe que vai precisar superar desfalques importantes. O lateral esquerdo Marcelo Cordeiro, com contratura muscular na coxa esquerda, deve seguir de fora. O zagueiro Márcio Rosário, com dores na coxa esquerda, e o volante Somália, com lesão na coxa direita, também foram vetados.

A boa notícia é o retorno do lateral direito Alessandro, que cumpriu suspensão contra os goianos. Assim, Danny Morais deverá compor trio de zaga com Antônio Carlos e Leandro Guerreiro, com Fahel atuando no meio-de-campo e o apoiador Edno sendo improvisado na ala esquerda.

Dessa maneira o Botafogo deverá ir a campo com a seguinte formação: Jéfferson, Leandro Guerreiro, Antônio Carlos e Danny Morais; Alessandro, Fahel, Marcelo Mattos, Lucio Flavio e Edno; Jobson e Loco Abreu. Neste sábado o elenco participa de um trabalho recreativo, já na capital catarinense.

Renovação com Marcelo Cordeiro
A diretoria do Botafogo deu o aval para o empresário Márcio Bittencourt, que cuida dos interesses do lateral esquerdo Marcelo Cordeiro, procure o Internacional a fim de buscar uma negociação para a permanência do atleta em General Severiano em 2011. O jogador tem seus direitos federativos ligados aos gaúchos e contrato até 2011. Está emprestado ao time carioca somente até o fim de 2010.

O Botafogo está até disposto a adquirir os direitos do atleta caso os gaúchos aceitem o parcelamento. Marcelo Cordeiro já confidenciou a amigos e familiares que seu desejo é permanecer no Botafogo, pois criou identificação com o clube e com os torcedores.

Leia tudo sobre: botafogocampeonato brasileirofutebol

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG