Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Botafogo deve entrar com representação contra árbitro mineiro

Equipe ficou revoltada com marcação de pênalti para o Avaí, que causou a eliminação da Copa do Brasil

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

A eliminação do Botafogo na noite da última quarta-feira, na Copa do Brasil, vai demorar um bom tempo para ser esquecida por todos no clube carioca. Revoltados com a marcação de um pênalti polêmico para o Avaí, que resultou no gol de empate do time da casa e consequente classificação às quartas de final na Copa do Brasil, jogadores, integrantes da comissão técnica e até o gerente de futebol, Anderson Barros, protestaram contra a arbitragem.

Siga o iG Botafogo no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Inclusive, o dirigente admitiu que o clube estuda entrar com uma representação na CBF (Confederação Brasileira de Futebol), contra o juiz da partida, o mineiro Ricardo Marques Ribeiro. "A arbitragem foi a grande responsável pela eliminação do Botafogo nesta noite. É totalmente inadmissível que uma competição como a Copa do Brasil tenha árbitros que cometam erros dessa natureza. Vamos estudar o que será feito", declarou Anderson Barros.

Antes de marcar o pênalti de Lucas em Estrada, o árbitro já havia sido pressionado pelos jogadores do Avaí, por uma queda de William dentro da área do Botafogo, em uma disputa de bola com o uruguaio Arévalo. Expulso pelo juiz pouco depois da marcação da penalidade que garantiu o empate ao Avaí, o técnico Caio Júnior também questionou o lance anterior ao pênalti, um escanteio não marcado para sua equipe.

"Nem vou discutir sobre o pênalti, vocês podem ver a imagem depois. Mas, no lance anterior, ele não deu um escanteio claro para a gente. Esse escanteio nos daria dois ou três minutos. Quero saber porque foi que ele fez isso. O meu time estava todo avançando. Ele quis dar o tiro de meta para eles retomarem o jogo", questionou o técnico Caio Júnior.

Eliminado da Copa do Brasil, o principal objetivo do primeiro semestre, e também do Campeonato Carioca, o Botafogo terá uma partida contra o Boavista, no próximo sábado, pela Taça Carlos Alberto Torres, disputada entre os 3º e 4º colocados dos dois grupos da Taça Rio. O técnico Caio Júnior deve usar o jogo para observar alguns atletas. Depois, a equipe só voltará a campo no dia 22 de maio, pela estreia do Campeonato Brasileiro, contra o Palmeiras.

Leia tudo sobre: botafogocopa do brasil 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG