Zagueiro está deixando o Lecce-ITA, e trabalhou com Caio Júnior. Dupla do Palmeiras não foi cogitada

O Botafogo segue no mercado de transferências para tentar deixar o elenco pronto para a disputa do Campeonato Brasileiro e da Copa Sul-Americana. Nesta quinta-feira, o gerente de futebol do clube, Anderson Barros, confirmou que o zagueiro Gustavo, que estava no Lecce, da Itália , interessa. O jogador trabalhou com Caio Júnior no Palmeiras e é o principal nome após a situação de Adaílton, que está no Sion, da Suiça , ter se complicado.

Siga o iG Botafogo no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

"Ele realmente é um dos nomes em que estamos trabalhando. Tivemos essa questão do Adaílton, ele gostaria de voltar ao Brasil, mas o time da Suíça está dificultando a negociação. O Gustavo já trabalhou com o Caio Júnior, é um jogador que tem possibilidade realmente", declarou Anderson Barros.

Entre para a Torcida Virtual do Botafogo e convide seus amigos

Outros nomes que surgiram pela imprensa nesta quinta-feira, do volante Pierre e do meia Tinga , ambos do Palmeiras, foram negados pelo dirigente, que explicou quais peças devem completar o grupo.

"Hoje não existe nada. Claro que o Caio Júnior gosta do Pierre, pois trabalhou com ele no Paraná e no Palmeiras, mas não fizemos nenhuma proposta. Nem pelo Tinga. Esses dois nomes não conferem. Queremos mais um ou dois zagueiros e um homem de frente", disse o gerente de futebol do Botafogo.

Para o ataque, que ficará sem Loco Abreu por um mês, até o final da Copa América, o nome mais próximo de ser confirmado é mesmo do atacante Alexandre Oliveira, que estava no Al Wasl, dos Emirados Árabes Unidos . Com o aval do técnico Caio Júnior, o clube aguarda o jogador retornar de férias para acertar detalhes do tempo de duração do contrato.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.