Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Botafogo avisa que não vai contratar para o restante do Estadual

Time decidiu que vai tentar conquistar a Taça Rio e então o Campeonato Carioca com o atual elenco

Gazeta |

A torcida do Botafogo não deve esperar nenhuma contratação antes do término do Campeonato Estadual. Mesmo com o meia Renato Cajá sendo negociado com o Guangzhou Evergrande, da China, o técnico Joel Santana terá mesmo que se contentar com o plantel que tem a sua disposição neste momento.

A ideia dos dirigentes é observar como o grupo vai se comportar para abrir os cofres somente em maio, quando reforços serão adquiridos para a disputa do Campeonato Brasileiro e da Copa Sul-Americana.

Atualmente o Botafogo tem apenas dois apoiadores em condições de jogo: Everton, que marcou o gol da vitória de 1 a 0 sobre o Nova Iguaçu, na tarde de quarta-feira, e Fabrício, que ainda não está no ritmo ideal. Maicosuel, considerado o principal nome para a posição, só voltará a jogar em maio, pois se recupera de cirurgia no joelho direito.

Apesar desta realidade, a diretoria do Botafogo não pensa em ir às compras, mesmo sabendo que isso possa custar o sonho do bicampeonato carioca. Os dirigentes entendem que, sem o mercado europeu estar aberto, são poucas as opções disponíveis no mercado nacional.

"O Botafogo está sempre atento ao mercado, mas não temos muitas opções a nossa disposição. Devemos investir para o Campeonato Brasileiro, mas acreditamos que este seja um momento de observação", afirmou Anderson Barros, gerente do departamento de futebol.

Outro fator que deixa o Botafogo receoso de investir neste momento é a possibilidade de Joel Santana deixar o comando técnico tão logo termine a participação do time no Campeonato Carioca.

Para o Campeonato Brasileiro, a diretoria deverá fazer uma contratação de impacto. O nome que vem ganhando mais força nos corredores de General Severiano é o do meia Diego, ex-Santos e atualmente no Wolfsburg, da Alemanha. O jogador não está muito satisfeito no clube alemão e os primeiros contatos foram feitos. André Silva, vice-presidente de futebol, está à frente desta negociação, mas procura despistar, dizendo que não existe nada de concreto.

Em relação ao dinheiro recebido com a negociação de Renato Cajá, o Botafogo vai aproveitá-lo para comprar junto ao Panathinaikos, da Grécia, os direitos federativos do volante Marcelo Mattos, que está emprestado ao Glorioso somente até o fim de maio.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG