Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Botafogo avisa Palmeiras que só aceita negociar Jobson em definitivo

Técnico palmeirense Luiz Felipe Scolari mostrou admiração pelo estilo ousado de Jobson dentro de campo

Gazeta Esportiva |

Problemático e polêmico, Jobson trouxe muita dor de cabeça ao Botafogo em 2010. Ainda assim, a ordem em General Severiano é valorizar o trabalho do atleta. Por isso, o presidente do clube carioca, Maurício Assumpção, revela que não irá facilitar a saída do atacante.

"O Botafogo não tem interesse em colocar o Jobson em negociação de troca ou empréstimo. Se ele tiver de sair do clube, sai pela multa rescisória de 6 milhões de euros (cerca de R$ 13,5 milhões)", afirmou o dirigente, presente nesta terça-feira ao Footecon, o Fórum Internacional de Futebol, realizado no Rio de Janeiro.

Na capital paulista, o técnico do Palmeiras, Luiz Felipe Scolari, mostrou admiração pelo estilo ousado de Jobson dentro de campo. O treinador busca para a temporada 2011 uma opção ofensiva veloz, que possa ajudar o Verdão a atuar no contra-ataque.

Contudo, os dirigentes do Palmeiras são mais cautelosos em relação ao "caso Jobson", principalmente ao lembrarem do comportamento do jogador fora de campo. Ao ser questionado sobre o interesse do Verdão, Maurício Assumpção mandou um recado:

"Qualquer clube que tiver interesse, inclusive o Palmeiras, se é que há interesse do Palmeiras, é simples: deposita a multa rescisória e fica com os direitos econômicos do jogador. Neste caso, o Botafogo não poderia fazer nada. O jogador tem contrato conosco até 2015 e vamos honrar o compromisso", destacou o presidente do Alvinegro.

 

Leia tudo sobre: botafogofutebolmercado da bolapalmeiras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG