Artilheiro do Brasileirão, o atacante de 30 anos nega que a idade seja um problema na seleção

Gazeta Press
Borges, que marcou contra o Figueirense, descarta estar velho para a seleção
Convocado para defender a Seleção Brasileira pela primeira vez aos 30 anos de idade, Borges evita projetar o futuro no time nacional. Ainda assim, o centroavante do Santos , artilheiro do Campeonato Brasileiro com 19 gols, garante que está em boas condições físicas.

Veja: Após convocação e artilharia, Borges quer mais dois títulos com o Santos em 2011

"Não é de agora que o Mano vem observando o meu trabalho. Eu tenho que procurar fazer o meu melhor, independente de pensar lá na frente. Agora, tenho que pensar no momento. Na hora que entrar, preciso dar o máximo para mostrar o meu trabalho", disse Borges.

O centroavante do Santos embarcou para Belém do Pará, palco do confronto a Argentina, na manhã desta segunda-feira. Antes de se apresentar à Seleção pela primeira vez na carreira, foi ao Aeroporto de Guarulhos acompanhado pela esposa, grávida de gêmeos.

Ele admite uma certa ansiedade para se juntar ao restante do elenco, porém assegura que não está nervoso. "Eu dormi tranquilo à noite, mas quero chegar logo e me integrar ao grupo. Vou me apresentar, buscar o meu espaço e, se Deus quiser, conquistar a vitória", afirmou.

O duelo com a Argentina, marcado para as 21h50 (de Brasília) da próxima quarta-feira, no Mangueirão, é a decisão do Superclássico das Américas . No primeiro confronto, disputado em Córdoba no último dia 14 de setembro, os arquirrivais ficaram no empate sem gols .

O técnico Mano Menezes convocou apenas jogadores que atuam em clubes brasileiros para o confronto com a Argentina. Para os amistosos com México e Costa, foram incluídos atletas de equipes estrangeiras - Neymar (Santos), Kléber (Porto), Hulk ( Porto ), Fred ( Fluminense ) e Jonas ( Valência ) são os atacantes.

"Respeito muito os companheiros, mas sei que é uma oportunidade muito grande. É um passo de cada vez. Ainda tem muita coisa para acontecer antes de 2014. A cada dia, temos que procurar subir um degrau. Meu primeiro degrau é esse", disse Borges, que garante: "estou novinho, enxuto!".

De forma serena, ele já pensa na estratégia para cativar Mano. "Vou procurar fazer o que tenho feito no meu clube: me dedicar nos treinamentos e aproveitar cada minuto para que eu possa continuar sendo lembrado. As coisas acontecem no momento certo e fico feliz que chegou o meu momento", encerrou o santista.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.