Volante também admite que pode atuar em uma posição mais ofensiva pelo Botafogo, caso haja necessidade

Algumas peculiaridades chamam a atenção no currículo do volante Renato , apresentado como novo reforço do Botafogo na última terça-feira., em General Severiano . Primeiro o fato de, aos 32 anos, o jogador ter defendido apenas três clubes na carreira ( Guarani , Santos e Sevilla-ESP ). Em segundo lugar, e ainda mais impressionante, o fato de Renato nunca ter sido expulso, nem suspenso em toda carreira.

Apesar de ser um marcador com bom toque de bola, receber três cartões ou mesmo ser expulso serial algo natural para qualquer volante. Porém, Renato acredita que a marca pessoal reflete a maneira de entrar em campo e o pensamento de desarmar sem cometer faltas.

“Realmente tenho essa marca. Nunca fui expulso e nunca fui suspenso até hoje na minha carreira. Acho que isso é um reflexo da minha maneira de jogar. Procuro desarmar sempre na bola, sem falta e sempre sair para o jogo com o passe”, declarou Renato.

Como Caio Júnior ainda procura um jogador para armar as jogadas de trás, distribuindo as bolas e realizando o último passe, o jogador pode ser adiantado para a função de meia, assim que tiver condições de estrear pelo Botafogo . Para Renato, mudar o posicionamento não será problema se for a opção do treinador.

“Isso vai depender muito do Caio Júnior, do que ele quer em campo. Posso atuar mais avançado, mas originalmente minha posição é de segundo volante. No Sevilla, cheguei como volante, mas disputei até uma temporada praticamente como um segundo atacante. Só espero encontrar maneira ideal de jogar e dar alegrias ao Botafogo”, disse o jogador.

Nas sete temporadas em que atuou pelo Sevilla, Renato conquistou seis títulos. Foram duas Copas da Uefa em 2004/05 e 2006/07, uma Supercopa da Uefa em 2006, uma Supercopa da Espanha em 2007 e duas Copas do Rei em 2007/08 e 2009/10. Tanto tempo na Europa fez com que o jogador cometesse alguns erros durante a coletiva, trocando palavras em português pelo Espanhol.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.