Tamanho do texto

Volante esteve incomunicável após divulgação da lista de Mano e concedeu entrevista nesta terça

Nem mesmo os funcionários e os colegas de Corinthians conseguiram falar com Ralf na segunda-feira após a convocação de Mano Menezes para o amistoso da seleção brasileira contra a Alemanha, dia 10 de agosto, em Stuttgart. Contemplado pela primeira vez, o volante corintiano dormia às 11h, quando a lista foi divulgada.

Ralf em entrevista coletiva
Bruno Winckler
Ralf em entrevista coletiva

Siga a página no iG Corinthians no Twitter

"De cabeça quente" pela derrota para o Cruzeiro, no domingo, o jogador diz que desligou o celular e o rádio e que ficou sabendo da novidade pelo seu empresário, meia hora depois da convocação, quando tocou o telefone da sua casa. "Na verdade eu nem acreditei e voltei a dormir. Só acreditei mesmo quando meus pais me ligaram, lá pelas quatro da tarde", disse Ralf, de 27, convocado pela primeira vez.

Entre para a torcida virtual do Corinthians

"Até agora a ficha não caiu. Só vai cair quando eu entrar no avião e embarcando. Estou um pouco bobo, desnorteado, mas faz parte", disse Ralf, que agradeceu ao clube a chance

"Devo tudo ao Corinthians. As portas que o clube abre são inúmeras. O trabalho que faço aqui me levaram para seleção. Fico muito feliz, mas tenho muito mais a contribuir e ajudar ainda", disse.

Por causa da convocação, Ralf vai perder a partida contra o Santos, no mesmo dia do jogo da seleção. Ele pode desfalcar também antes, contra o Atlético-PR, dia 7, mas o clube tentará sua liberação para este jogo. "Espero que vá, e jogue bem. P* que pariu. Esse merece", disse Tite, sobre a convocação do seu titular. Sem Ralf, Moradei ou Bruno Octávio serão os substitutos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.