Mineiros batem o São Caetano nos dois turnos da Série B e chegam aos 29 pontos, no meio da tabela

Na tarde deste sábado, em Varginha, no Estádio do Melão, o Boa Esporte goleou o São Caetano por 4 a 1, em uma tarde inspirada do atacante Jheymy, que marcou duas vezes. Geovane, no final da partida, descontou para os paulistas.

O que já estava ruim para o São Caetano, perdendo por 2 a 0 já no primeiro tempo, ficou pior com um jogador a menos logo aos 27 minutos. Enquanto o Boa Esporte comemora ter feito bem a lição de casa, o São Caetano lamenta ser obrigado a passar mais uma rodada na zona de rebaixamento da competição.

Na próxima rodada os mineiros viajam até Goiás, para encarar o Vila Nova-GO. Já o time de Vadão recebe o Bragantino, no Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul-SP.

O jogo 

Os primeiros quinze minutos do duelo davam a entender que o jogo seria sonolento. As equipes se estudavam e pouco saiam para o campo de ataque.

Com a obrigação de atacar, o mandante Boa Esporte tomou a iniciativa e começou a assustar o São Caetano, principalmente com boas jogadas de Carlos Magno. E foi justamente dos pés dele que saiu a jogada do primeiro gol da partida.

Aos 20 minutos, o meio-campista levantou a bola na grande área na cobrança de uma falta pela esquerda do campo de ataque. Moisés desviou de cabeça e encobriu o goleiro Leandro, abrindo o placar para o Boa.

Três minutos depois, os mineiros ampliaram: Ailton, do São Caetano, falhou na tentativa de driblar Ramon, que recuperou a bola e cruzou para Jheimy balançar as redes dos visitantes pela segunda vez na primeira etapa.

Como se não bastasse os dois gols e a torcida adversária animada com o resultado, poucos minutos depois o volante Antônio Carlos cometeu uma falta no meio do gramado e fugiu do árbitro para não levar o cartão amarelo. Depois de muito insistir, Claúdio Mercante conseguiu com que o meio-campista se aproximasse. Ao levar o cartão, o camisa 11 resmungou e acabou levando o vermelho, deixando o São Caetano com um jogador a menos.

Após a expulsão, o Boa acalmou os ânimos do jogo e apenas administrou o resultado até o intervalo. Na volta dos vestiários, o São Caetano optou por partir para cima, mesmo em desvantagem numérica, para tentar empatar o duelo, o que não aconteceria.

Por mais que tentasse, os chutes saíam errados e pouco assustavam o goleiro Luiz Fernando. Nos contragolpes, o que parecia inevitável aconteceu: após perder muitas oportunidades, o Boa ampliou mais duas vezes. Jheymy, aos 33 minutos, depois de uma rebatida do goleiro dentro da área, e Valdo, aos 41, garantiram a goleada em Minas Gerais.

Ainda houve tempo para, aos 43, Geovane descontar, depois de jogada de Ricardo Xavier pela intermediária ofensiva, mas nada que tirasse o brilho da boa atuação dos mineiros diante dos perdidos paulistas.

FICHA TÉCNICA
BOA ESPORTE 4 X 1 SÃO CAETANO

Local: Estádio Dilzon Melo, em Varginha (MG)
Data: 03 de setembro de 2011 (sábado)
Horário: 16h20 (horário de Brasília)
Árbitro: Cláudio Mercadante (PE)
Assistentes: Jossemmar Diniz Moutinho (PE) e João Coelho de Albuquerque (RJ)

Gols: Boa: Moisés, aos 20 minutos do primeiro tempo; Jheymy, aos 23 minutos do primeiro tempo e aos 33 do segundo tempo; Valdo, aos 41 do segundo tempo. São Caetano: Geovane, aos 43 do segundo tempo.
Cartões amarelos: Antônio Flávio, Artur, Ricardo Xavier, Auguso Recife (SCA); Marcelinho, Waldison (BOA)
Cartões vermelhos: Antônio Flávio (SCA)

Boa: Luiz Fernando; Carlos César, Marcelinho, Carciano e Jean Kléber; Claudinei, Moisés (Esquerdinha), Carlos Magno e Olívio; Jheimy (Valdo) e Ramón (Waldison)
Técnico: Nedo Xavier

São Caetano: Leandro Santos; Artur, Thiago Martinelli, Eli Sabiá e Diego; Augusto Recife, Léo Mineiro (Magnum), Aílton (Kléber) e Antônio Flávio; Luciano Mandi (Geovane) e Ricardo Xavier
Técnico: Vadão

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.