Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Boa fase faz Marcel largar na frente por briga no ataque do Vasco

Artilheiro do time, atacante já marcou quatro gols e não teme as sombras de Patric, Elton e Leandro

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

Marcel largou na frente na luta pela condição de titular no Vasco. Artilheiro do time na temporada, com quatro gols, o jogador tem a confiança do técnico Ricardo Gomes para ser mantido na equipe. No começo da Taça Guanabara, o grupo carecia de especialistas para a posição. A realidade, hoje, é diferente. No entanto, mesmo com as sombras de Elton, Leandro e Patric, a camisa 9 não deve mudar de dono.

“Olha, já passei por isso. Não é primeira vez que brigo com outros companheiros de posição. Isso fortalece o grupo, pois todos treinam mais. Eu vou continuar trabalhando forte, já que tenho a simpatia do professor”, disse Marcel.

O ataque vascaíno atualmente é formado por ele e Eder Luis. Dos três concorrentes, Patric, pela curta carreira, seria o que oferece menos perigo. Porém, quando Elton e Leandro estiverem liberados, o treinador perderá o sono. O primeiro, de volta a São Januário depois de uma passagem pelo Braga, de Portugal, é o principal goleador da gestão Roberto Dinamite. Foi artilheiro da Série B, em 2009, e tem bastante prestígio no clube.

O Vasco espera regularizar a situação de Elton até a estreia na Copa do Brasil, dia 23, contra o Comercial-MS, em Campo Grande. Enquanto isso, o jogador vem apenas treinando. O mesmo acontece com Leandro. Há uma semana no clube, apenas nesta quarta-feira ele deu início aos trabalhos de campo. O jogador vem de sério histórico de lesão muscular. Só no ano passado, no Grêmio, foram oito.

Sem chances com o técnico Renato Gaúcho, veio emprestado até dezembro. Ricardo Gomes já avisou que conta com o atacante, desde que ele recupere a forma física e volte a ser o jogador importante como o do bicampeonato Brasileiro do São Paulo (2006/07).

Além dos gols e do bom entrosamento com Eder Luis, Marcel está livre de problemas com documentação e lesão. Vem daí a confiança em se manter no time mesmo com a liberação, em breve, dos companheiros.

“Meu objetivo é brigar pela artilharia da competição no segundo turno. Estou pensando em dar o meu melhor. Meu momento é bom, acho que largo na frente. Então, vou respeitar os companheiros, respeitar a decisão do professor, mas acho que meu trabalho está indo bem”, destacou Marcel.
 

Leia tudo sobre: vascomarcel

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG