Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Boa fase de Jefferson e Cajá: as armas do Botafogo para semifinal

Goleiro é o líder em defesas e meia vem se destacando com gols e assistências no Campeonato Carioca

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

Se a vitória no clássico contra o Fluminense fez a torcida do Botafogo se encher de esperanças para conquistar o bicampeonato Carioca, no primeiro grande teste do ano, o tropeço contra o Macaé, na última rodada, voltou a ligar o sinal de alerta. Por ter perdido a liderança do grupo B para o time de Muricy Ramalho, o Botafogo terá o Flamengo pela frente na semifinal da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca.

A equipe de Joel Santana chega para o clássico demonstrando irregularidade, ao alternar boas partidas, como a vitória por 3 a 2 no clássico contra o Fluminense e a goleada de 5 a 0 sobre a Cabofriense, com partidas pouco inspiradas, como os empates contra Bangu e Macaé.

Boa fase de Jefferson
Com menor posse de bola que o rival, o Botafogo confia no setor defensivo para segurar o ataque do Flamengo. A equipe de Joel Santana tem, segundo dados do Footstats, 11,49 minutos de posse de bola, contra 14,05 do adversário. Esperar o adversário e sair rápido para o contra-ataque deve ser o estilo da equipe na semifinal.

Por isso, a boa fase do goleiro Jefferson é uma das chaves do Botafogo para a partida. Atravessando ótimo momento, o goleiro é o líder de defesas do campeonato, com média de 3,6 por partida. Jefferson já defendeu até um pênalti, no empate de 1 a 1 contra o Bangu.

Crescimento de Renato Cajá
Uma surpresa positiva da equipe botafoguense em 2011 foi o meia Renato Cajá. Escolhido para substituir Lucio Flávio na armação das jogadas, o jogador foi o melhor em campo contra o Fluminense, quando marcou um gol e deu uma assistência. O meia já soma quatro gols e quatro assistências no Campeonato Carioca, além de estar com o pé 'calibrado', já tendo feito dois gols em cobranças de falta.

Outro ponto forte da equipe é o uruguaio Loco Abreu, vice-artilheiro da competição com seis gols, dois atrás de Fred, do Fluminense. O atacante mostrou personalidade ao repetir a cobrança com 'cavadinha' no clássico, após o goleiro Diego Cavalieri ter defendido o primeiro pênalti da partida. Depois de ter cumprido suspensão automática contra o Macaé, o uruguaio está livre para enfrentar o Flamengo.

 

Leia tudo sobre: botafogocampeonato carioca 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG