Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Boa Esporte acaba com jejum e supera o ASA em Varginha

Time mineiro estava há seis rodadas sem vencer na Série B, mas conseguiu reagir e ainda tem alguma possibilidade de chegar ao G4

Gazeta |

Depois de seis rodadas sem vencer na Série B, o Boa conseguiu a reabilitação na série B, nesta terça-feira, ao vencer o ASA-AL por 2 a 1 no estádio Dilzon Melo. Com o triunfo, o time mineiro chega aos 50 pontos, e ainda mantém, mesmo que remota, alguma possibilidade de chegar ao G4 do Brasileirão.

O primeiro gol da equipe boveta foi anotado pelo lateral-direito Jackson, que aproveitou rebote depois de cobrança de falta de Carlos Magno no travessão, e de peito mandou para as redes da equipe de Arapiraca. Ainda no primeiro tempo, Moisés ampliou com categoria após receber ótima assistência de Carlos Magno. O zagueiro Toninho anotou de cabeça o tento de honra dos alagoanos.

Na sequência do Campeonato Brasileiro, o Boa vai visitar a Ponte Preta, na próxima sexta-feira, no estádio Moisés Lucareli. Já o ASA-AL terá um compromisso teoricamente mais fácil, encarando o rebaixado Duque de Caxias, no Coaracy Nunes.

O jogo
O equilíbrio marcou os primeiro minutos do duelo entre mineiros e alagoanos. Mesmo atuando em casa, com o apoio da torcida boveta, o time do técnico Nedo Xavier encontrou dificuldades em função de atuar apenas com o avante Jheimy no ataque. As principais tentativas surgiram em lances de longa distância e em cobranças de falta.Foi dessa forma que o Boa conseguiu abrir o placar. Aos oito minutos, o armador Carlos Magno acertou o travessão do goleiro Gilson em cobrança de falta com categoria, no rebote, o lateral-direito Jackson mandou para as redes, abrindo os trabalhos em Varginha, e levando a torcida à loucura no Dilzon Melo.

Com vantagem no marcador, os donos da casa passaram a valorizar mais a posse de bola, e consequentemente passaram a ter as rédeas do jogo. Aos 17, nova tentativa boveta com o Jackson, que soltou um petardo na trave, em uma ótima oportunidade para os mineiros. Insatisfeito com a postura do ASA-AL dentro de campo, o técnico Vica passou grande parte do primeiro tempo esbravejando com os atletas à beira do gramado.

Como as reclamações de Vica não surtiram efeito, o treinador do time de Arapiraca não titubeou, e antes do intervalo resolveu promover a primeira alteração na equipe, sacando Jorginho para entrada de Vitinha, que deu mais movimentação para o ASA-AL, principalmente pelos lados do campo. Mas apesar dos esforços do treinador alagoano, que chegou ao gol foi novamente o Boa.

Aos 32, Moisés recebeu uma bola esticada pelo armador Carlos Magno e com estrema categoria só teve o trabalho de tirar do goleiro Gilson, para ampliar o marcador para o Boa. Aos 45, o zagueiro Toninho ainda encontrou tempo para diminuir o placar para o ASA-AL em uma cabeçada certeira, que não deu chances de defesa para Luiz Fernando.

O gol no final do primeiro tempo deu mais confiança para os alagoanos, que voltaram com uma postura mais agressiva para a etapa complementar, pressionando o time mineiro. Porém, o ASA-AL deu espaços, e os quatro minutos, em um lance de contra-ataque, o Boa quase chegou ao terceiro com Jheimy, mas o goleiro Gilson trabalhou bem para evitar o tento boveta.

Após os 20 minutos, os visitantes diminuíram o ritmo, permitindo ao time de Varginha equilibrar o jogo. Mas aos 22, Vitinha quase empatou a partida em chute cruzado, que assustou o goleiro Luiz Fernando, levando imenso perigo. Sentindo que o Boa precisava de mais presença ofensiva, Nedo Xavier trocou Moisés por Maranhão, que aos 30, fez grande jogada pela esquerda e cruzou para área, mas Jackson chegou atrasado.

Aos 33, Luiz Fernando operou milagre em grande intervenção para evitar o gol da igualdade. Nos minutos finais, o time de Arapiraca voltou a pressionar, impondo uma pressão muito grande em cima dos donos da casa, mas que não resultou no empate.

Leia tudo sobre: asa-alituiutababoasérie b 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG