Tamanho do texto

Financiamento de quase R$ 400 milhões foi divulgado nesta sexta-feira e equivale a 75% do valor total

selo

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou nesta sexta-feira que aprovou financiamento no valor de R$ 396,5 milhões para a construção da Arena das Dunas, em Natal (RN), que será uma das sedes da Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Os recursos equivalem a 75% do valor total do projeto, de acordo com teto estabelecido pelo programa BNDES ProCopa Arenas, no âmbito do qual a operação foi aprovada.

A colaboração financeira reembolsável destina-se à Sociedade de Propósito Específico (SPE) Arena das Dunas Concessão e Eventos S/A (ADCE), controlada pelo grupo OAS. A SPE será responsável por construir e operar o equipamento por um prazo de 20 anos, de acordo com o modelo de concessão administrativa definido pelo governo do Estado.

Com o projeto mais atrasado entre as sedes do Mundial, a Arena das Dunas será erguida no lugar dos atuais Estádio João Cláudio de Vasconcelos Machado (Machadão) e Ginásio Humberto Nesi (Machadinho), que serão demolidos. Prevista para estar concluída em dezembro de 2013, a nova Arena terá 32 mil assentos permanentes. A eles serão acrescidos, durante a Copa do Mundo, 10 mil assentos temporários, para que seja atendida a exigência mínima da Fifa, de 40 mil lugares. A estrutura temporária será de responsabilidade do governo estadual.

Segundo o BNDES, o projeto seguirá o padrão internacional das arenas multiuso, de modo que o espaço possa funcionar também como centro de negócios, lazer e cultura, recebendo desde feiras de negócios e congressos até eventos como festivais de músicas e o Carnatal. Estima-se que, até sua conclusão, o empreendimento gere cerca de mil empregos diretos e outros 1.350 indiretos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.