Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Blogueiro presencia Marquinhos chorando pelo Avaí na Ressacada

Segundo blog de Santa Catarina, o jogador do Santos chorou após o terceiro gol de Caio, que garantiu o Avaí na primeira divisão

Samir Carvalho, iG São Paulo |

A heróica vitória do Avaí por 3 a 2 diante do Santos no último domingo foi assistida dos camarotes da Ressacada pelo meia Marquinhos, que foi vetado do jogo pelo técnico interino Marcelo Martelotte por causa da identificação do jogador com o clube catarinense (o meia é o principal ídolo da história do Avaí).

Além da assessoria de imprensa do Santos confirmar a presença do atleta no estádio, o blogueiro Jorge Júnior publicou no blog catarinense - Papo FC - as reações do meia, que segundo o jornalista, chorou pelo Avaí após o terceiro gol de Caio.

E veio o gol do Caio. Ali, ninguém se aguentou. Nem ele (Marquinhos). Caiu no choro, como qualquer outro torcedor que estava do meu lado, e agradeceu. Dos três gols, foi o único em que ele se levantou e fez um sinal de alívio, escreveu o blogueiro, que relatou o nervosismo de Marquinhos antes de Caio marcar o terceiro gol da equipe catarinense.

Nos gols de Keirrison e Neymar, nenhuma mudança de expressão, assim como nos dois gols de Caio, todos no primeiro tempo. Na segunda etapa, ao invés de uma mão no rosto, como se estivesse segurando a cabeça, as duas mãos tampavam a boca. Eu estava cronometrando o jogo, e a angústia dele (Marquinhos) se parecia com a minha e a dos outros 19.998 torcedores do estádio, disse o torcedor do Avaí.

Segundo a assessoria do Santos, foram colocadas faixas pelos torcedores na Ressacada com o nome de Marquinhos estampado. O técnico Marcelo Martelotte poupou o jogador da partida contra o Avaí, e não escondeu que a decisão foi tomada por causa da relação do meia com o clube catarinense.

Mesmo sendo um profissional corretíssimo seria um jogo difícil para ele, por tudo que ele representa para o Avaí. Se ele vai bem, seria cobrado na cidade que é ídolo. Se não fosse bem, ele seria cobrado aqui (em Santos). Somamos essas situações todas e entendemos que era melhora deixá-lo de fora, disse Martelotte antes do jogo.

 

Leia tudo sobre: avaícampeonato brasileirofutebolsantos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG