Tamanho do texto

Segundo a BBC, presidente da Fifa pretende divulgar papéis que comprovariam corrupção na falência da ISL nos anos 1990

Getty Images
Joseph Blatter: denúncias de corrupção prejudicam imagem da Fifa e podem atingir Ricardo Teixeira

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, pode tomar uma decisão inesperada nos próximos dias. De acordo com a rede britânica BBC, o dirigente está disposto a pedir à Justiça da Suíça que libere documentos com provas de corrupção contra membros da entidade, entre eles Ricardo Teixeira , presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), e João Havelange, ex-presidente da Fifa.

LEIA TAMBÉM:  Teixeira foi forçado a devolver dinheiro de propina, aponta BBC

A Fifa trabalhou bastante nos últimos anos para evitar que tais documentos viessem a público. Os advogados da entidade chegaram a pagar quase R$ 11 milhões num acordo para evitar que os nomes dos envolvidos fossem divulgados. Agora, Blatter pretende agir no sentido contrário.

Os documentos estão relacionados à investigação criminal da falência da ISL, empresa parceira da Fifa, nos anos 1990. Os papéis indicariam que membros da Fifa receberam grande quantia em dinheiro da ISL em troca dos direitos de televisão e dos contratos de patrocínio da Copa do Mundo.

VEJA AINDA: Revista lista denúncias contra Teixeira como "gols contra"

A própria BBC abordou o caso no mês de novembro. De acordo com a emissora britânica, os membros da Fifa envolvidos no escândalo são Ricardo Teixeira e João Havelange.

A Fifa está reunida nesta semana em Zurique, na Suíça, onde será anunciado o calendário da Copa do Mundo de 2014 . Durante a reunião do comitê executivo, Blatter vai consultar os membros sobre a possível liberação dos documentos. Se a questão for aprovada, ele fará o pedido à Justiça suíça.