Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Blatter é vaiado na final da Copa América

Presidente da Fifa foi ao estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, para ver final entre Uruguai e Paraguai

Paulo Passos, enviado iG a Buenos Aires |

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, foi vaiado neste domingo, quando teve seu nome anunciado no estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, na final da Copa América . O dirigente esteve no gramado, acompanhado pelo presidente da Conmebol, Nicolás Leoz para cumprimentar os jogadores de Uruguai e do Paraguai antes do jogo começar.

Quando o seu nome foi anunciado pelo auto-falante do estádio, os torcedores vaiaram. Leoz também ouviu vaias, que, entretanto, foram abafadas pelos aplausos do torcedores paraguaios, compatriotas do presidente da Conmebol.

AP
Ao lado de Leoz, Joseph Blatter caminha de cabeça baixa no Monumental de Nuñez
No primeiro semestre deste ano, Blatter foi acusado de participar de esquemas de corrupção na Fifa. Apesar disso, o cartola venceu a eleição da entidade, como candidato único em junho. O seu principal oponente, o dirigente Mohamed Bin Hammam, do Catar, foi suspenso pelo Comitê de Ética da Fifa às vésperas do pleito. No último sábado, em virtude das acusações, o catariano foi banido do futebol .

Bin Hammam é acusado de ter oferecido suborno a outros membos da entidade em troca de votos. Jack Warner, de Trinidad e Tobago, presidente da Concacaf (Confederação de Futebol da América do Norte e do Caribe), também foi suspenso. Os dois teriam organizado uma reunião com colegas a fim de oferecer dinheiro em troca de votos. Em outro episódio, Warner divulgou e-mail redigido pelo secretário geral da Fifa e braço direito de Blatter, Jérome Valcke, no qual o dirigente francês insinua que o Catar comprou votos para ganhar o direito de receber a Copa do Mundo de 2022.

Leia tudo sobre: copa américa 2011blatteruruguaiparaguai

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG