Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Blatter confirma mudança no Comitê de Ética da Fifa

Comitê será dividido em duas câmaras. Uma delas será responsável por investigar casos de corrupção, e a outra para julgá-los

AE |

selo

Getty Images
Blatter comemorou as mudanças e falou em "dia histórico"
O presidente Joseph Blatter confirmou nesta sexta-feira a decisão de mudar a maneira como a Fifa investiga casos de corrupção ao publicar no seu perfil no Twitter - rede de microblogs na internet - que o comitê executivo da entidade aprovou a divisão do seu comitê de ética em dois órgãos, sendo um para investigar casos e outro para julgá-los.

Leia também: Fifa suspende programa de apoio a denúncias de manipulação

A decisão acontece após o Comitê de Ética da Fifa não conseguir obter provas suficientes para abrir processos sobre supostos pagamentos de subornos durante o processo de escolha das sedes das Copas do Mundo de 2018 e 2022. "Dia histórico para o processo de reforma da Fifa", escreveu Blatter sobre a proposta de mudança no comitê, que deve ser votado pelos 208 membros da entidade durante o seu congresso, em 25 de maio, em Budapeste, na Hungria.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

A remodelação das investigações na Fifa foi recomendada por Mark Pieth, conselheiro anticorrupção, que foi nomeado pela entidade em novembro de 2011 para sugerir formas de melhorar a sua transparência. Os membros da nova comissão de ética serão eleitos no seu congresso.

Confira ainda: Slogan da Copa 2014 está em estudo e remeterá "a um só ritmo"

Pieth se reuniu nesta sexta-feira com o Comitê Executivo da Fifa para apresentar as recomendações do painel composto por 13 especialistas. O comitê examinou como a Fifa realizou investigações no passado, incluindo casos de suborno.

Leia tudo sobre: fifajoseph blatter

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG