Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Bill Clinton e Morgan Freeman representarão candidatura norte-americana a 2022

Aos dois se unirá o procurador-geral Eric Holder, como representante do governo de Barack Obama

EFE |

O ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton, o ator americano Morgan Freeman e o procurador-geral Eric Holder viajaram nesta terça-feira para Zurique, na Suíça, com o objetivo de exercer o papel de embaixadores do país na tentativa de sediar a Copa do Mundo de 2022.

Clinton e Freeman lideram a comitiva que fará a apresentação final da proposta americana para 2022 diante da Fifa, que na quinta-feira anunciará os organizadores dos Mundiais de 2018 e 2022. As informações são da página site oficial da candidatura.

Aos dois se unirá o procurador-geral, como representante do Governo de Barack Obama, que em 2009 se deslocou pessoalmente a Copenhague para apoiar Chicago na escolha da sede dos Jogos Olímpicos de 2016, em que a cidade foi derrotada pelo Rio de Janeiro.

A comitiva terá ainda o presidente da Federação Americana de Futebol, Sunil Gulati, e a estrela de Los Angeles Galaxy e da seleção nacional Landon Donovan.

A apresentação de apenas 30 minutos diante do Comitê Executivo da Fifa poderá se apoiar no carisma de Clinton e na potente voz de Freeman para conseguir algum tipo de vantagem frente a seus concorrentes, Austrália, Coreia do Sul, Catar e Japão.

A Fifa também revelará na quinta-feira a sede do Mundial de 2018, disputado entre Inglaterra, Rússia e as candidaturas conjuntas de Bélgica-Holanda e Portugal-Espanha.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG