Tamanho do texto

Técnico campeão do mundo em 1986 participou de um seminário da Fifa, em Assunção, no Paraguai

selo

Campeão mundial no comando da seleção argentina, em 1986, o técnico Carlos Bilardo afirmou nesta segunda-feira que os times do seu país "não são mais invencíveis" na América do Sul, em comparação com as décadas de 60 e 70, quando atuava como jogador.

"Graças a Conmebol, que desenvolveu os torneios das divisões mais jovens, as forças ficaram mais equilibradas dentro do campo", declarou Bilardo, em um seminário da Fifa, em Assunção, no Paraguai, sede da Conmebol. O argentino defendeu o Estudiantes de La Plata nos anos 60.

"Na atualidade, vivemos tempos de equilíbrio porque se trabalha muito na formação de jogadores e os torneios menores ajudam no crescimento técnico, físico e intelectual dos seus protagonistas", continuou Bilardo, que foi ainda vice-campeão mundial como treinador da Argentina em 1990.

O presidente da Conmebol, o paraguaio Nicolás Léoz, justificou o investimento nas categorias mais jovens. "Hoje se disputa o torneio sub 15 justamente para que os jogadores cheguem com melhores condições físicas e técnicas na categorias maiores. Este processo é fundamental para que o futebol sul-americano siga gerando jogadores notáveis".