Treinador quer que atual presidente Harold Mayne-Nicholls seja reeleito na federação de futebol local

Preocupado com a eleição para a presidência da Associação Chilena de Futebol, que será realizada ainda nesta quinta-feira, o técnico Marcelo Bielsa ameaçou deixar o comando da seleção local se Harold Mayne-Nicholls não for reeleito. A eleição contará também com o candidato Jorge Segovia, um empresário espanhol que é presidente do Unión Española.

E segundo afirmou o treinador argentino, ele deixará o cargo caso o desafiante de Mayne-Nicholls vença. "Não posso e não trabalharei com Segovia", antecipou Bielsa, que levou o Chile às oitavas de final da Copa do Mundo da África do Sul.

Mesmo que perca as eleições, Mayne-Nicholls já garantiu anteriormente que pedirá para Bielsa continuar no cargo. "O Chile precisa de Bielsa e, caso eu perca, falarei com ele para continuar como técnico", afirmou o dirigente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.