Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Bertoglio esfria euforia e aceita reserva temporária no Grêmio

Após atuar 60 minutos, meia pede mais tempo de adaptação ao futebol brasileiro

iG Porto Alegre |

Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Bertoglio teve boa estreia contra Cerâmica
Se o Grêmio não consegue evoluir de uma partida para outra, Bertoglio o faz. Depois de melhorar o nível de atuação do time nas vitórias sobre Cerâmica (Gauchão) e River Plate (Copa do Brasil), o meia argentino passou a disputar a titularidade com Vanderlei Luxemburgo. O “problema” é que ele tratou de esfriar a euforia da torcida.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Bertoglio entende haver necessidade de maior tempo de adaptação ao futebol brasileiro. Nas duas participações, somou 60 minutos em campo. Deu uma assistência para gol (de Kleber contra o River) e mostrou ser um atleta veloz, driblador e com visão de jogo.

Twitter iG Grêmio: Notícias e comentários em tempo real

“O time está bem. Venho de outro futebol, preciso de adaptação, o técnico vai analisando esta situação. É pouco, são dois jogos, o primeiro de 15 minutos, é preciso ter calma e mais treinamentos. Quando Vanderlei achar que posso começar, serei titular”, disse o camisa 7.

Contratado por empréstimo do Dinamo de Kiev, o atleta passou quase uma temporada tratando de lesão. Praticamente não atuou em 2011 e, portanto, se ressente de falta de ritmo. Não é à toa que o contrato vai apenas até a metade do ano – o Grêmio quis se precaver de eventual insucesso.

“Ele está aproveitando as chances, mas ainda é muito cedo. Tem de continuar evoluindo”, disse Luxemburgo.

Sempre que entrou, Bertoglio substituiu Marquinhos. Deve continuar no banco contra o Novo Hamburgo, domingo, no Olímpico, pelo Gauchão. A não ser que...

Entre para a Torcida Virtual e convide seus amigos

Leia tudo sobre: grêmiocopa do brasil 2012bertoglio

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG