Apesar da decepção com o técnico Alex Ferguson, atacante diz que não quer deixar o Manchester United

O atacante Dimitar Berbatov , do Manchester United , sequer ficou no banco de reservas na final da Liga dos Campeões da Europa . O artilheiro do Campeonato Inglês foi preterido pelo técnico Alex Ferguson diante do Barcelona e se diz envergonhado.

Perguntado se estava querendo deixar o Manchester, o centroavante negou. "Eu sou um jogador do Manchester United e ficarei contente em completar meu contrato. Todos têm dificuldades, mas eu sempre lutei e vou continuar lutando. Nunca desisti na minha vida", afirmou, ao "Daily Telegraph", da Inglaterra.

Sobre as especulações de que teria deixado o estádio de Wembley após ouvir a decisão do treinador, Berbatov negou. "A verdade é que eu estava no vestiário e vi o jogo na televisão. Eu só estava muito desapontado e envergonhado que fiquei fora do time. Não consigo esconder minhas emoções e não queria que as pessoas vissem como eu estava", comentou.

Apesar da tristeza, Dimitar afirmou não guardar ressentimentos do técnico Alex Ferguson e assegura que continuará lutando pelo troféu da Liga dos Campeões da Europa. "Eu realmente fiquei muito desapontado e me machucou muito, mas foi a decisão do treinador. Essa dor não vai me fazer desistir, e sempre haverá o próximo ano. Brigarei por este título enquanto eu jogar", garantiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.